quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

[Da série "A vida que levei"...] 17º capítulo: Coimbra

Primeiro capítulo:
Capítulo anterior:

Porto. Era o verão de 1966. Íamos, à tarde, para a Rua Santa Catarina, passear, para ver e ser visto. E também para lançar piropos às meninas que (também) passeavam…
Três canções daqueles dias ainda estão na minha memória. Ainda as ouço agora ao escrever estas recordações…. Vou procurá-las no YouTube e, se encontrá-las, colocá-las-ei no final deste escrevinhado.

Numa daquelas tardes, lá estávamos na calçada da Santa Catarina, eu fazendo o engraçadinho, e eis que passam quatro moças… deram bola.
Uma chamava-se Saudade, a outra, São (de Conceição). Eram de Coimbra, estavam no Porto, não me lembro por quê, nem para quê… quantos dias ficaram no Porto? Acho que uns três ou quatro… ou mais? Não lembro. Mas lembro de ter ido levá-las à Estação de Campanhã. Aí, era uma carta por dia, versinhos…

Lembro-me com saudade
Era um dia de nevoeiro
Me despedindo da Saudade
Da São fiquei prisioneiro 

Ia passar os fins-de-semana que podia a Coimbra. Pegava a "automotora", acho que era na Estação de São Bento, e descia em Coimbra… A minha tia ajudava nas despesas, well…

No primeiro fim-de-semana fomos a um baile. Música ao vivo. O Conjunto tocou algumas vezes “With a girl like you” do “The Troggs”…
Enfim, encetamos um namorico, digo namorico porque durou, uns dois meses, só.

Conheci um pouquinho de Coimbra. Passeávamos no Choupal, no Jardim que fica lá em cima, Penedo da Saudade,  e conheci as repúblicas. Quer dizer, conhecer mesmo só conheci duas. Mas tomei conhecimento do espírito (mood) das repúblicas de Coimbra.
Naquela na qual pernoitei havia um guardanapo pendurado em cima da mesa que servia para todos…
E em maio de 1966 curti a Queima das Fitas.

O que diz a Wikipédia sobre esta tradição estudantil:
"A segunda festa é a Queima das Fitas, bastante mais importante que a primeira, sendo a maior festa estudantil da Europa tem lugar no fim do segundo semestre, mais concretamente no início do mês de Maio, começando na noite de quinta-feira para sexta-feira com a Serenata Monumental nas escadas da Sé Velha. É a maior festa estudantil de toda a Europa e tem a duração de 9 dias, um dia para cada faculdade da universidade (Letras, Direito, Medicina, Ciências e Tecnologias, Farmácia, Economia, Psicologia e Ciências da Educação e Educação Física e Ciências do Desporto) e Antigos Alunos. Apesar de existirem mais festas do género em outras cidades, o aparecimento da Queima das Fitas começou em 1899 em Coimbra, fazendo assim com que seja única no país. Ela é a explosão delirante da Academia, consistindo para os Quartanistas Fitados e Veteranos, na solenização da última jornada universitária ou seja, o derradeiro trajecto de vivência coimbrã. Os festejos da Queima das Fitas consistem sobretudo no seu programa tradicional, composto por: Serenata Monumental, Sarau de Gala, Baile de Gala das Faculdades, Garraiada (Figueira da Foz), Venda da Pasta (receitas para a Casa de Infância Dr. Elísio de Moura), "Queima" do Grelo (que deu o nome à festa) e Cortejo dos Quartanistas, Chá Dançante e as ainda chamadas Noites do Parque."

Ainda guardo umas miniaturas das pastas das faculdades distribuídas naquele ano, 1966. O selo, no meio, de 1967, veio depois.
Souvenirs. Foto: JP

5 comentários:

  1. Gostei deste "post"! A ingenuidade daqueles anos anos 60, que vivi em Coimbra e, depois, no Porto.
    Tenho um blogue onde escrevo sobre as tradições de Coimbra. Preparo neste momento um "post" sobre a Venda da Pasta. Cheguei até aqui, procurando na internet fotos das pastinhas que são vendidas.
    Gostaria de, com devida referência, utilizar esta foto.
    Um abraço,
    Zé Veloso

    ResponderExcluir
  2. Esqueci-me de lhe indicar o nome do meu blogue: Penedo d@ Saudade, www.penedosaudade.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-