segunda-feira, 27 de abril de 2015

Meu último relincho crítico...

Valdemar Habitzreuter

O quê? Agora o eletrolão?
O que é isso santo Deus?
Quantos ãos ainda surgirão?
Não aguento mais, ó meu!

Vou tirar meu cavalo da chuva,
Relinchar não me cabe mais.
Prefiro sorver o néctar da uva
E desobstruir os meus canais.

In vino veritas et vita, scriptum est.
Com ele minh'alma vai cantar
A beleza da vida em festa
E o encanto do universo declamar.

Voos mais nobres, então, minha fagulha de luz,
Não mais lamuriar a má sorte por tantos podres
Desta política que ao aviltamento me conduz,
Ao inferno da desgraça e cada vez mais pobre.

Bebo, pois, o vinho da alegria,
Deixo aos corruptos que se matem,
E uma vez extintos por suas disenterias,
Volto ao meu Brasil onde não mais latem

VIVA O MORO! VIVA A LIBERDADE!

Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 27-4-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-