segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Caíram as máscaras dos formadores de opinião


Almir Papalardo

O nosso querido Brasil, vorazmente sugado e destruído por uma odiosa corrupção, e total incompetência dos nossos atuais governantes, ‘FALIU’! Perdeu toda a sua credibilidade! Foi rebaixado perante as grandes nações do mundo, passando a ser considerado como um país caloteiro. Pudera, cometeram uma tresloucada insensatez ao elaborarem o Orçamento de 2016, com um peremptório e assustador déficit, superior a 30,5 BILHÕES de reais!

E não foram, como agora todos podem claramente observar, os inocentes aposentados os culpados pela queda do Brasil, conforme certos bobalhões formadores de opinião, afirmavam caso se restituísse algum dos direitos há treze anos violados desses dedicados trabalhadores. O Brasil quebraria... diziam eles! Nunca se viu tanta sandice e desserviço praticados por especialistas da mídia, considerados profissionais inteligentes e atuantes.

Comentaristas políticos de renome, respeitados economistas, redatores de Colunas dos principais Jornais do país, enfim, toda imprensa escrita e falada, com ares agourentos e pessimistas, faziam verdadeiro terrorismo assustando a população para o perigo do Brasil quebrar, caso fosse aprovado qualquer um dos projetos que restituísse direitos dos aposentados, que agora, não passam de trabalhadores fora do mercado de trabalho, cidadãos imprestáveis e ociosos, vivendo as custas do governo, sem nada colaborar para a produtividade brasileira!

Preferiram alimentar a terrível discriminação e o preconceito contra os indefesos aposentados, assistindo, indiferentemente, que a cada novo reajuste anual cerca de 250 a 300 mil segurados do RGPS caíam para a vala do salário mínimo. Os aposentados terrivelmente prejudicados por essa má vontade de comentaristas compradores de diploma, que poupavam os desmandos do governo em detrimento dos segurados do INSS, nada receberam do governo e, mesmo assim, o Brasil quebrou, provando o quanto estavam errados, com conceitos totalmente infundados, comentários facciosos, incutindo na incauta população a impossibilidade do governo atender os sagrados direitos surrupiados dos previdenciários. Os aposentados nada receberam de bom, mas como castigo para os nossos acusadores, o Brasil sucumbiu assim mesmo...

E quanto aos parlamentares que diante dos microfones afundavam mais os aposentados, votando sempre a favor do governo demostrando de modo covarde maior ojeriza e deslealdade ao aposentado, só mostravam ser incapazes de cortar o próprio cordão umbilical que os uniam ao Executivo, ratificando meu conceito de que o Brasil está mal servido de congressistas! Está exageradamente servido quanto à Quantidade de políticos, e muito mal servido quanto a Qualidade de legisladores. Comenta-se que consta em registros, que 40% dos atuais parlamentares têm sérios problemas na justiça, não merecendo compartilhar de governo algum!

Para finalizar lembro àqueles que bateram palmas pelo governo ter patrocinado a Copa do Mundo de 2014, quando gastou 40 BILHÕES de reais pela vaidade do patrocínio, negando sempre aos velhos aposentados um reajuste mais condizente por falta exclusiva de recursos financeiros. Não notaram a estranha coincidência de que os 40 bilhões gastos com aquele evento, o mais vergonhoso da história do nosso futebol que também está quedado, agora estão fazendo falta no Orçamento de 2016, que acusa um baita desequilíbrio deficitário de 30,5 BILHÕES, para nivelar "RECEITAS com DESPESAS"?

Por fim, caíram as máscaras dos obstrutores de aposentados. Foi uma pequena vitória dos aposentados, uma vitória ainda que "AMARGA", porque, continuamos com garrotes no pescoço, sendo muito difícil conseguir a nossa Carta de Alforria. E vocês que nos torpedeiam, mordam as suas próprias línguas para provarem do mesmo veneno que adoram injetar nos aposentados! 
Título e Texto: Almir Papalardo, 14-9-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-