quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Vitória! Lisboa vai receber a Web Summit em 2016, 2017 e 2018

Anúncio chegou esta quarta-feira pelo presidente da Web Summit, Paddy Cosgrave. Nos próximos três anos, o maior evento de empreendedorismo, tecnologia e inovação da Europa vai acontecer em Lisboa.

Foto: Getty Images

Ana Pimentel
Os mais de cinco mil membros do grupo “Bring the Web Summit 2016 to Lisbon” já não precisam de enumerar mais razões para convencer Paddy Cosgrave a realizar a sexta edição do maior evento europeu de empreendedorismo e tecnologia na capital portuguesa. Em 2016, 2017 e 2018, a Web Summit tem nova morada: Lisboa. No próximo ano, os mais de mil oradores vão falar no MEO Arena e na Feira Internacional de Lisboa (FIL).

Mudar para Lisboa vai dar-nos oportunidade para crescer”, disse Paddy Cosgrave, no anúncio do acordo que foi assinado esta quarta-feira, em Lisboa. Porquê? Porque Lisboa “é uma cidade mágica e com tanta história”, referiu. “Estou muito contente por podermos chamar Lisboa a nossa casa em 2016.”

O presidente da Web Summit explicou que esteve durante meses a olhar para eventos em toda a Europa e a ponderar qual seria a melhor cidade para acolher um evento que em 2014 recebeu 22 mil participantes. E Lisboa teve a seu favor o facto de ser uma “cidade brilhante, com uma comunidade de empreendedores brilhante”. Sobre o movimento que a publicação digital Ship lançou para convencê-lo a escolher Lisboa, disse que foi “maravilhoso”  ter um feedback destes da comunidade.

Toda esta atividade no Twitter e no Facebook foi algo que nunca aconteceu noutras cidades. São coisas que parecem muito pequenas, mas que tiveram muito impacto na decisão final”, disse Paddy.

O vice-primeiro-ministro Paulo Portas anunciou que para a edição de 2016 se esperam cerca de 40 mil pessoas em Lisboa e que além dos próximos três anos, o acordo pode estender-se por mais dois. “Vencer a competição pela Web Summit não tem apenas a ver com trazer para Lisboa um dos eventos mais importantes da economia do século XXI”, disse Paulo Portas, explicando que o evento vai colocar Lisboa “no centro do mundo da internet, das novas tecnologias e das empresas mais competitivas”.

É uma grande oportunidade para melhorarmos o ecossistema tecnológico português”, afirmou o vice-primeiro-ministro. São esperados mais de 2 mil jornalistas para cobrir o evento em novembro de 2016.
[
Título e Texto: Ana Pimentel, Observador, 23-9-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-