segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Hoje é DOMINGO!

Rosa Maria 

Hoje é domingo. Acordei cedo. É noite ainda...

Os pássaros estão dormindo, mas os galos já estão cumprindo seu ritual de anunciar um novo dia. Mais um dia em nossas vidas. Um dia de ser, existir, fazer parte de tudo o que se movimenta no planeta. Um dia de amor, um dia de paz, um dia aparentemente igual a qualquer outro.

Como é bom viver! Levantar, andar, abrir a janela, respirar e sentir o ar puro penetrar com suavidade nos pulmões. Sentir o cheiro úmido das plantas que absorvem o orvalho com gratidão. Sentir a umidade da natureza que se renova em muitos tons de verde. Beber um copo da água que vem do poço e passou por um filtro de porcelana sem perder sua essência original. Água cristalina, que vem da mãe terra, sempre generosa com seus filhos.


Ontem, trabalhamos no jardim, limpamos os canteiros, arrancamos as ervas daninhas. Agora podemos apreciar as folhagens e admirar as flores que são a prova mais concreta da beleza que existe no Universo. É noite ainda, mas sinto vontade de andar lá fora, apreciar a atmosfera do jardim, sentir o sossego deste espaço que hoje é minha morada, meu refúgio, meu jeito de viver.

***

O céu de nuvens cinzentas encobre as estrelas que inspiram minhas viagens planetárias. Com elas eu viajo para outros mundos e descubro a relatividade de todos os pensamentos e sentimentos. Tudo é e não é. Até o tempo, apesar dos ciclos que delimitam existências e marcam as estações.

O silêncio é uma bênção. No meu bairro, de poucas casas e muito verde, algumas lâmpadas estão acesas e iluminam as silhuetas de moradias aqui e ali. É como um minúsculo céu adormecido. Mas eu estou acordada e observando tudo ao meu redor. É um privilégio estar aqui.

A noite vai virando dia, os pássaros começam a cantar. A sinfonia vai ganhando adeptos e intensidade. É um grandioso e sublime espetáculo que se repete todas as manhãs. Bem-aventurados aqueles que têm ouvidos para escutar. Quando escuto o recital dos pássaros, sinto-me dentro de uma catedral conversando com Deus, nosso Criador.

***

Agora é dia. Já fiz minha primeira refeição e agradeci pelo alimento que me mantém viva. Já naveguei na Internet e estou ciente das últimas notícias. O mundo lá fora não é de amor e paz...
Muitas pessoas, pelas mais diversas razões, estão matando umas às outras. São tantas as que estão sofrendo as dores do corpo e as dores da alma! Os países continuam lutando pela supremacia e multidões de pessoas estão sendo torturadas ou dizimadas. Catástrofes, naturais e não naturais, destroem cidades, aniquilam vidas e sonhos...

***

– Senhor meu DEUS! Que posso fazer para minimizar o dilema humano, se TU, na TUA Grandeza, Onipotência, Onisciência e Sabedoria, nada fazes?!
– Minha FILHA! Continue cuidando do teu jardim e escutando o canto dos pássaros. Observe a beleza das flores e confie na PROVIDÊNCIA. Também já sofrestes as dores do corpo e as dores da alma. Já derramastes lágrimas, mas não perdestes a FÉ! Continue fazendo o melhor que podes com aquilo que tens. Viva o teu dia de amor e paz. Hoje é DOMINGO!

Título e Texto: Rosa Maria, 15-11-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-