quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Vossos filhos

Nelson Teixeira
Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e filhas da saudade da vida por si mesma.
Eles vêm através de vós mas não de vós.

Embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos, porque eles têm seus próprios pensamentos.

Podereis abrigar os seus corpos, mas não suas almas; pois suas almas moram na mansão do amanhã, que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós; porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.

Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a Sua força para que Suas flechas se projetem, rápidas e para longe.

Que vosso encurvamento na mão do Arqueiro, seja a vossa alegria: pois assim como Ele ama a flecha e voa, também ama o arco que permanece estável. 
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 18-11-2015

2 comentários:

  1. O autor copia e plagia um texto de Kalil Gibran e não dá créditos ao autor isso é um vexame.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui ao site verificar se não teria sido eu a omitir a referência a Khalil Gibran...
      http://www.gotasdepaz.com.br/vossos-filhos/

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-