domingo, 3 de janeiro de 2016

A via-sacra dos aposentados

Almir Papalardo

Desconheço a autoria
Dando-se um clique aqui poder-se-á assistir ao veemente e revoltado desabafo do comentarista esportivo Gilson Ricardo, da Super Rádio Tupi, referente ao calvário duramente imposto aos aposentados e pensionistas do RGPS.

E tem carradas de razão o profissional acima, porque o que fazem com os aposentados da iniciativa privada, não tem qualificação, ou pior, tem qualificação baixa, canalha e desavergonhada, a pior sujeira que podiam fazer contra uma fragilizada e indefesa categoria de inocentes ex-trabalhadores!

E por que desonram tanto estes aposentados que representam um terço dos segurados cadastrados da Previdência, aqueles que recebem suas aposentadorias com mais de UM SM, impondo-lhes um percentual menor de aumento, enquanto os outros dois terços de aposentados têm seus benefícios corrigidos com o mesmo índice dado ao SM? Não é isto a mais indecente discriminação e preconceito social na história política do país? E praticado em cima de cidadãos idosos, todos pertencentes ao mesmo regime?



O que eles não falam é que existe a intenção sórdida de nivelarem todas as aposentadorias do RGPS em apenas UM SM, para compensar e esconder os 3,5 TRILHÕES desviados dos cofres da Previdência, que nunca tiveram a intenção de devolver, porque, certamente, obstruirá ainda suas desmedidas e futuras ambições de continuarem mamando nas tetas do país, tirando o máximo de proveito enquanto estiverem como timoneiros absolutos de uma nação à deriva! O Brasil está aperigo, afundando vertiginosamente...

Mas, o que mais deixa o trabalhador indignado, é que são 594 parlamentares em atividade, confusos e desgarrados pela submissão ao Executivo, quando poucos se desgastam por não concordarem com a covardia que o governo faz contra os velhos aposentados, permitindo a maioria no entanto, uma perseguição tenaz ao injustiçado operário desde que este trabalhador se afasta do mercado de trabalho, se aposentando, abrindo vaga para novos trabalhadores que continuarão com as contribuições mensais para o INSS.

Que estes cegos políticos e insensíveis homens da lei estejam alertados de que, se não considerarem os aposentados e pensionistas como a "bola da vez", não reconhecendo e devolvendo seus sagrados direitos adquiridos pela Constituição Federal, nada do que fizerem de proveitoso para o país, será considerado! O problema cruciante e insolúvel dos aposentados, por questão de decência, coerência e justiça, teria que ser priorizado... Cobrem com mais sabedoria e eficiência aos devedores contumazes da Previdência Social e abrirão caminho para fazerem justiça aos oprimidos aposentados!
Título e Texto: Almir Papalardo, 3-1-2016 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-