sábado, 2 de janeiro de 2016

Ciúme mata

Nelson Teixeira
Não se perca pelo ciúme!

O ciúme é um impulso egoístico, puramente animal: o ciumento quer a “posse” da pessoa a quem diz amar.

Posse e ciúme nada têm a ver com o amor; tanto que se estende a bens materiais: o indivíduo tem ciúme de seu carro, de sua casa, de seu relógio, de tudo enfim que lhe “pertence”.

Vítima de funda insegurança psicológica, o ciumento é quase sempre fruto da indiferença ou desamor dos pais: é um desamado que desama; agarra-se desesperadamente ao que lhe dá uma sensação de segurança, e se lhe tiram isso, enlouquece, agride e mata (que contradição!), mata o objeto do seu “amor”… 
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 2-1-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-