domingo, 14 de fevereiro de 2016

Deficit duvidoso da previdência

Para o devido conhecimento de todos, transcrevo abaixo mais um angustiado depoimento, agora do aposentado João Roberto Gullino, outra forte denúncia que não pode deixar de ser divulgada, arrancando mais uma das muitas máscaras da pérfida face governamental!
Almir Papalardo

Deficit duvidoso da previdência
João Roberto Gullino – Membro Honorário da APL

Todo novo ministro da fazenda quando assume, a primeira iniciativa é declarar – “temos que reformar a previdência”, portanto, o aposentado é o burro da fábula de La Fontaine – sempre o culpado de tudo.

Mas é sabido que a previdência sempre foi o caixa 2 dos governos, desde JK, que desviou verbas da entidade para Brasília, prometendo devolver e nunca cumpriu. Por outro lado todos sabem pelo tanto divulgado, que os clubes de futebol são inadimplentes há várias décadas e nada se resolve. Mas o funcionário do clube é descontado para a previdência, têm direito legal de se aposentar – mas as contribuições foram simplesmente sonegadas pelos clubes e aí quem paga as aposentadorias são os que recolheram, isto é, nós do setor privado pagante.

Também é sabido que os municípios e estados são inadimplentes, senão todos, uma grande parte. Mas os funcionários públicos têm o direito da aposentadoria e, mais uma vez, quem paga somos nós do setor privado.

Portanto, fala-se demais sobre um suposto déficit no INSS sempre pesando para o lado do setor privado, quando as pessoas envolvidas não analisam o fato em sua raiz e com coerência e serenidade. No governo FHC foi divulgada pela imprensa a declaração do então secretário do INSS, Helmut Schwarzer, afirmando que o peso do déficit representava 80% do setor público e somente 20% do privado. Portanto, raciocinando sobre outra perspectiva, se deduz que a massa geradora de imposto representa 20% para sustentar uma classe que, independente se trabalha ou não e se aposenta com salário integral, não vem ao caso – a realidade é que “somente o setor privado – 20% - produz insumos para sustentar toda a massa pública e suas despesas”. Assim, é injusto e agressivo que os aposentados do setor privado, principalmente os do tempo do teto de 10 s/m sejam sonegados, prejudicados e humilhados, recebendo todos os meses uma bofetada do governo. Em setembro de 2009, se não me falha a memória, o senador Paulo Paim, do PT, confirmou determinado desvio do INSS, durante anos, por parte de FHC e Lula – “para gastarem como quisessem”. Esta é a grande realidade dos últimos governos que nada fizeram ou fazem com lógica e eficiência e nada realizam porque não raciocinam e nunca tiveram interesse para tal. E os políticos, indiferentes, tudo aceitam com seus conchavos e o povo ainda aplaude na sua total ignorância e desinformação.

Há muito que o INSS merece uma intervenção fiscal para tirar toda a podridão que impera lá dentro em detrimento dos aposentados. Afinal, previdência não é imposto, mas contribuição para beneficiar o trabalhador, sendo o governo seu (in) fiel depositário. Em quaisquer circunstâncias quando um fiel depositário foge à sua responsabilidade é obrigado, pela justiça, a repor o desviado ou ir preso – e o governo nunca foi penalizado.

Portanto, chega-se à conclusão da irresponsabilidade do governo que, apesar das falcatruas dos clubes de futebol (apropriação indébita da contribuição dos empregados) e da situação caótica do país, ainda libera empréstimos para esses clubes, achando que vai agradar o povão torcedor – parece piada, mas não é – simplesmente uma total irresponsabilidade e incompetência.

Diante de tantas dúvidas e descalabros, e de tantas estatísticas realizadas diariamente, esta, do INSS, é a única que nunca foi levantada por não ser de interesse do governo, dos políticos ou da mídia.  

Um abraço,
João Roberto Gullino, 14-2-2016

Em tempo: Sou aposentado desde 1980 com 8 SM e hoje recebo somente 3 SM, quando o todo-poderoso José Dirceu declarou que um salário de 120 mil reais é irrisório - portanto, o que nós recebemos é, simplesmente, uma bofetada.

Relacionados:

2 comentários:

  1. Caros Prezados Aposentados do País, como pode uma Classe Social, a dos Aposentados, não ter a quem recorrer? Diante de tudo que se sabe, diante de todas as barbáries, e nós não temos a quem recorrer, não temos uma Lei a nos respaldar, não temos um órgão, em qualquer dos três Poderes, para nos proteger. Isto é uma Barbaridade!!!!
    Indignado,
    H Volkart

    ResponderExcluir

  2. Para conhecimento dos brasileiros que estão enojados com a nossa nefasta política, copiei e colei a excelente matéria que por si se explica:

    >> INSS É UM CAVALO DE TROIA:
    A Previdência Social é um 'Cavalo de Troia" para o uso indiscriminado, desumano, desleal, desonesto e incompetente por maus políticos que avançam nos seus recursos para fins indevidos e não os da sua finalidade que é atender os seus contribuintes que passaram a vida toda trabalhando para isso. Os seus recursos pertencem aos previdenciários e não aos políticos desonestos e seus apadrinhados alérgicos ao trabalho. Enquanto os trabalhadores deste instituto passam a vida inteira contribuindo e gerando riquezas ao país para ter um futuro de velhice tranquila, lá vem o Cavalo de Troia carregando os aposentados do setor público que nada produzem de riquezas e ainda consomem 80% de tudo gerado pelos humildes previdenciários taxados pelo FHC de vagabundos mas nunca esclarecendo que ele é um dos seus chupins com várias aposentadorias do setor público intocável por ele na hora da sua falsa reforma previdenciária que só serviu para fazer injustiça com os trabalhadores brasileiros e ainda por cima aplaudido e aprovado pelo PT que teve a petulância de meter a mão na Previdência Social e dar aos milionários campeões mundiais de futebol um prêmio de R$100 mil a cada um e mais uma aposentadoria no "Teto" sem levar em consideração que eles já haviam sidos, todos, muito bem gratificados e também com salários milionários. Enfim, o grande Cavalo de Troia que carrega os improdutivos do setor público são os laboriosos soldadinhos que produzem todas as riquezas do país para sustentar a todos os sanguessugas. Até quando? <<
    Benone Augusto de Paiva
    São Paulo, Capital.
    ------------------------------

    Meu Comentário: Este oportuno texto atinge principalmente o PSDB, único partido oposicionista com força capaz de derrotar o já combalido PT, desbancando os desmandos daquele partido que ...balança, balança... mas não cai!! O PSDB permanece bloqueado por teimar em ignorar os aposentados, que continuam cada vez mais odiando FHC, por ter sido o presidente iniciador do massacre aos velhinhos de cabelos brancos. Lula e Dilma deitam e rolam em cima desses passos infelizes de FHC e, quanto mais maltratam os aposentados, maior é a raiva deles dirigida a FHC. Vocês não querem acreditar nesta verdade, por isto estão no ostracismo, perdendo consecutivamente três eleições presidenciais!
    Geraldo Alckmin, José Serra e Aécio Neves foram derrotados justamente porque se esquivavam em falar nos seus programas de governo, do problema cruciante dos aposentados, corrigindo as falhas de FHC que se não fosse tão orgulhoso e vaidoso, também auxiliaria estes presidenciáveis na campanha de reabilitação, apresentando planos concretos de maior respeito aos sagrados direitos dos segurados do RGPS. Corrigir-se-ia uma cabeluda injustiça. Somos mais de nove milhões de aposentados sacaneados, com outros tantos milhões de familiares e outros tantos milhões de trabalhadores perto de se aposentarem, garantiria um somatório superior a trinta milhões de votos favoráveis. Por falta de um planejamento digno ao injustiçado aposentado, sofre o Brasil ameaçado de cair num precipício, sofre o aposentado que cada vez mais é esbulhado, sofre o povo cada vez mais espoliado e extorquido por impostos, e sofrem vocês próprios pela humilhação de ter que bater continência para os militantes do PT há quinze anos ininterruptos...

    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-