domingo, 14 de fevereiro de 2016

São Valentim: o mártir romântico

A história não é clara, aparentemente existiram dois, talvez três, Valentins martirizados na Roma antiga. Mas deste nosso padroeiro dos enamorados sabemos que foi bispo no século III, durante o império de Cláudio II.

O imperador, para alargar os seus exércitos, proibiu os casamentos, pensando que assim traria mais facilmente ainda mais soldados para as suas hostes.

O bispo Valentim, contrariando a ordem expressa de Cláudio, continuou a casar os jovens, às escondidas, em grutas fora da cidade de Roma. O malvado imperador soube e mandou prender Valentim e condenou-o à morte. Mas os jovens amorosos depunham flores nos muros da prisão, e bilhetes onde lhe confidenciavam que continuavam a acreditar no amor e que nenhum rapaz trocaria a sua rapariga pela guerra.

Uma das jovens fãs era Artérias, cega e filha do carcereiro do bom bispo. Conseguiu dar a volta ao pai e este deixou-a visitar Valentim. Apaixonaram-se e ela recuperou a visão.

Antes não tivesse recuperado, porque em poucos dias teve de ver o seu amor a ser decapitado, em martírio. Mas antes, o enamorado bispo pôde fazer chegar uma carta a Artérias, onde se assinava “de seu Valentim”.

A comemoração não é celebrada oficialmente pela Santa Fé desde o século XVIII, altura em que os critérios de eleição a Santo se apertaram mais.
Título e Texto: Dica da Semana, nº 729, 11-2-2016
Digitação: JP

Dia dos Namorados, em alguns países chamado Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais e namorados, em alguns lugares é o dia de demonstrar afeição entre amigos. Sendo comum a troca de cartões e presentes com simbolo de coração, tais como as tradicionais caixas de bombons.

Em Portugal, Angola, assim como em muitos outros países, comemora-se no dia 14 de Fevereiro.

No Brasil a data é comemorada no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo António, conhecido pela fama de "Santo Casamenteiro".



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-