quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Uma capa assertiva: o estupro islâmico do Ocidente

Luciano Henrique


Uma das revistas semanais mais populares da Polônia ilustra a sua capa com uma imagem representando o estupro de mulheres europeias por imigrantes islâmicos. Como lembra o Breidbart, é uma das ilustrações mais politicamente incorretas sobre a crise atual.

O duro é que a capa apenas fala a verdade, o que sempre incomoda muito a esquerda. A garota na capa representa a Europa, sendo bolinada por várias mãos masculinas. O título da reportagem principal diz: “o estupro islâmico da Europa”.

A revista pergunta: “A Europa quer cometer suicídio”?

Alessandra Rybinska, que escreve o artigo de capa, lembra: “Após os eventos do reveillon em Colônia, as pessoas da velha Europa perceberam da maneira mais dolorosa os problemas resultantes do influxo massivo de imigrantes. Os primeiros sinais de que as coisas descambariam, entretanto, vieram muito mais cedo. Ainda assim foram ignorados ou minimizados em nome da alegada tolerância e do politicamente correto”.

Há algo mais dolorido do que a capa: a verdade. O colapso do Ocidente não foi inevitável. Ao citar o historiador britânico Arnold Toynbee, a matéria de Rybinska aponta: “As civilizações morrem de suicídio, não de assassinato”. 
Título, Imagem e Texto: Luciano Henrique, Ceticismo Político, 18-2-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-