segunda-feira, 14 de março de 2016

Não à Cobrlândia...

Valdemar Habitzreuter

Era uma vez uma linda e bendita terra,
A abençoada terra de Santa Cruz,
Ali a vida transcorria em caminhos de luz,
E em se plantando, que coisa linda era!

Agora, maltratada e desfigurada,
Quase uma terra de consoantes,
Sem o uníssono harmônico sonante,
Seu nome é carente de vogais amadas.

Brasil não é mais o Brasil bravio,
Foi estuprado por gente bandida,
Depenado de sua riqueza investida,
Um gigante esfolado e perdido seu brio.

Foi um lapso de descuido do povo,
E cobras-jararacas se aproveitaram,
O veneno da corrupção destilaram,
Mas, é preciso recuperar a saúde de novo.

E eis que um grito de bravura ecoa,
São vozes das ruas de uma multidão unida:
Não a uma maldita COBRLÂNDIA fratricida
E sim a um Brasil lindo e limpo que seu canto entoa.

Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 14-3-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-