quinta-feira, 7 de abril de 2016

Agora, toda a sexta-feira é feriado na Venezuela

Luciano Henrique


Sempre com um sorriso de orelha a orelha enquanto sua população sofre, Nicolás Maduro agora prepara mais uma medida para tentar maquiar a devastação que provocou:

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, decretou que durante dois meses os funcionários públicos não vão trabalhar às sextas-feiras, como medida para tentar reduzir o consumo de energia elétrica e água do país.Maduro anunciou a medida na quarta-feira (5), durante seu enfadonho programa na rede de televisão estatal.

“Amanhã deverá sair no Diário Oficial o decreto especial estabelecendo todos as sextas-feiras como dias não laboráveis a partir desta mesma semana, durante abril e maio”, afirmou o aprendiz de ditador.

Além disso, o governo venezuelano decidiu que centros comerciais e hotéis terão de passar a gerar nove horas diárias de eletricidade através de fontes próprias, em vez das quatro a que já são obrigados há várias semanas.

“Peço a máxima colaboração de todo o país. Faço um apelo ao país para que assuma este plano de 60 dias, para poder superar o momento mais difícil, de maior risco”, disse Maduro, que balança cada vez mais no cargo. A Venezuela atravessa um período de secas, atribuído ao fenômeno meteorológico “El Niño”, que prejudica o fornecimento de água e eletricidade.

Os críticos do governo afirmam que o sistema elétrico sofre interrupções diárias em razão de anos de atraso na manutenção das usinas energéticas, o que teria contribuído para reduzir a capacidade de geração de eletricidade para 60% do total.

Em meados de março, Nicolás Maduro chegou a ordenar a suspensão dos trabalhos por oito dias, para reduzir o consumo de energia no país. Apesar de mais esse capítulo de um enredo catastrófico, Maduro enche os pulmões para falar do modelo político totalitarista que derrete a Venezuela e do já não tão festejado socialismo do século 21, uma bizarrice inventiva do finado Hugo Chávez. (Com agências internacionais)

Mais um “belo” resultado do “projeto” do socialismo do século 21…

Imaginem a situação: o país já afundou economicamente e ainda tem sua capacidade produtiva reduzida em 20% em razão de um caos causado pelo governo. Bem, se estamos virando a Venezuela nas mãos do PT, a Venezuela está virando Cuba nas mãos de Maduro.
Imagem e Texto: Luciano Henrique, Ceticismo Político, 7-4-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-