terça-feira, 10 de maio de 2016

Em vídeo patético, senadores do PT comemoram a anulação do impeachment que seria revogada

Luciano Henrique 
Mas cuidado: Lindberg Farias, Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin e Paulo Rocha cometeram humor involuntário regado a muita vergonha alheia.

O ano ainda está no segundo trimestre, mas Lindberg Farias, Gleisi Hoffmann, Vanessa Grazziotin e Paulo Rocha já concorrem à melhor peça de humor involuntário do ano por vídeo publicado ontem nas redes sociais. Em 63 segundos, os senadores do PT – e linhas auxiliares como PCdoB – comemoram a tentativa de anulação de impeachment protagonizada pelo folclórico Waldir Maranhão. Sim, a mesma peça que faria Gilmar Mendes dizer sentir vergonha da atuação do advogado-geral da União. Sim, a mesma decisão que, horas depois, o próprio presidente interino da Câmara revogaria por medo de perder o mandato.

Sim, o mesmo ato acordado quando os dois últimos encontravam-se bêbados no apartamento de Silvio Costa na noite de domingo.

Claro, o humor é inteiramente pautado na vergonha alheia. A cafonice da caminhada, a canalhice dos argumentos, a “direção” improvisada de Lindbergh lembrando que Paulo Rocha também deveria falar, a falta de ritmo do canto e da coreografia ao final… E Lindbergh novamente ao final tentando cortar o registro no momento certo.

Para conferir, basta acionar o player abaixo:


Se brasileiro fosse, Ricky Gervais, criador de The Office, teria muita dificuldade para competir com a realidade.
Título e Texto: Implicante, 10-5-2016

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-