terça-feira, 28 de junho de 2016

E a faxina Brasil continua...

Valdemar Habitzreuter
Mais uma operação da lava-jato nesta manhã com a prisão do ex-ministro de Lula e Dilma, Paulo Bernardo, e outros mais a prestar depoimentos por atos ilícitos ocorridos na gestão do ex-ministro no ministério do Planejamento. Por aí vemos a montanha de lixo acumulado que traidores da pátria proporcionaram.



Chamo-os de traidores porque pregaram um discurso de alavancar o progresso do país e tirar o povo da miséria; mas o discurso era uma farsa, o que queriam era seu progresso pessoal e encher as burras às nossas custas. E infelizmente, as últimas duas décadas, sob o governo petista, foram as mais comprometedoras em corrupção, formação de quadrilha e bandidagem política.

A tarefa da lava-jato está aí para remover a sujeira varrida debaixo do tapete que se estende a todo o território Brasil; está longe de ter um fim, mas, com certeza, o povo há de colaborar e apoiar para que esta operação continue e retire este tapete imundo e possamos todos pisar novamente num solo reluzente e orgulharmo-nos da missão cumprida.

O Brasil, deveras, precisa ser passado a limpo, caso contrário, o destino das gerações futuras será sombrio, incerta, sem perspectivas de vida digna e sempre à mercê de mercenários assaltantes da República - nossa casa.

Viva o nosso novo Tiradentes, o Moro, que se propôs a extrair dentes podres que estão dificultando o correto metabolismo para o desenvolvimento de nosso país!  Não o deixemos ser executado como outrora o Tiradentes mineiro!
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 23-6-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-