quarta-feira, 29 de junho de 2016

[Estórias da Aviação] Pane na neve

Alberto José

Em 1974, chegamos a Zurique no B-707 para uma permanência de quatro dias. Como já conhecíamos a cidade, decidimos alugar um VW para ir passear em Saint Moritz (São Maurício), no cantão de Grisões. Era inverno, pegamos a autobahn N3 e fomos dirigindo com cuidado até Coira, onde entramos na rodovia 3 para Rösa a 2.300 metros.

Como estava nevando, nós quatro, aventureiros, decidimos subir por uma estrada onde havia placas alertando sobre perigo de derrapagem ou desprendimento de pedras. De repente, o carro perdeu a tração e deslizou para o lado da estrada onde havia um barranco de mais de 50 metros até o vale abaixo.

Tentamos manobrar mas não havia tração para o carro voltar para o meio da estrada. Eu cheguei à conclusão que teríamos que pedir socorro. Andei um pouco pela estrada e vi uma casa tipicamente suíça.



Sob a casa havia um grande galpão onde um suíço, com roupas típicas e fumando o seu cachimbo estava colocando as suas magníficas vacas para dormir. Eu me aproximei discretamente e falei: "Guten Abend, mein Herr! Mein Wagen ist auf Schnee. Ich brauchen eine Anhãnger! (Boa tarde, meu senhor! Meu carro está sobre a neve. Eu preciso de um reboque!)

Ele tirou o cachimbo, olhou para mim e falou: "Wollen Sie Kaffee trinken?" (Você quer tomar café?) “Ja, viele danke!” (Sim, muito obrigado), respondi.

Quando eu estava tomando café, ele perguntou o que eu estava fazendo na montanha. Eu respondi que era da Varig e estava em Zurique.

Então, ele começou a falar em português. Contou que era gaúcho de Cruz Alta e tinha casado com uma moça ali do cantão. Depois, ele foi em outro galpão, ligou um trator de fazenda e colocou o nosso carro de volta na estrada. Voltamos para o hotel e às 10h da noite encontramos a via principal bloqueada pela Polícia (que após as 21h bloqueia o trânsito para não causar barulho que incomode os pacientes do hospital em frente!), mostrei o passaporte e eles nos deixaram prosseguir devagar, para não fazer barulho.
Título e Texto: Alberto José, 29-6-2016

Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-