sábado, 16 de julho de 2016

Mais um título Europeu para Portugal

A Seleção Portuguesa de hóquei em patins venceu a seleção da Itália por 6 a 2. Depois de estar perdendo por 2 a 0 ao final da primeira parte.


Portugal ultrapassou neste sábado as duas dezenas de títulos europeus no hóquei em patins, ao vencer a Itália por 6-2 numa final que começou de forma madrasta para o anfitrião. Em Oliveira de Azeméis, palco do último triunfo internacional (o Campeonato do Mundo de 2003), a selecção nacional operou uma reviravolta categórica e voltou a arrecadar o troféu, 18 anos depois.

Foi uma entrada em falso a que a selecção portuguesa protagonizou. Ainda o cronómetro não tinha chegado aos 3' e já Federico Ambrosio inaugurava o marcador, aproveitando uma desatenção defensiva. E o desnorte português manteve-se nos momentos seguintes, resultando numa grande penalidade que o mesmo Ambrosio se encarregou de converter.

Aos 4', Portugal já perdia por 0-2 mas o apoio nas bancadas do pavilhão oliveirense não esmoreceu. Muito precipitado na forma como pretendia sair a jogar, a selecção de Luís Sénica expunha-se em demasia ao contagolpe italiano. Mas à medida que os minutos foram passando a equipa estabilizou e começou a circular mais a bola.

Foi, porém, necessária a intervenção do seleccionador, ao intervalo, para colocar a selecção no caminho do triunfo. E a reentrada em cena não poderia ter sido mais auspiciosa: aos 2', Diogo Rafael arrancou um grande remate, descaído sobre o lado esquerdo, e reduziu a desvantagem.

Estavam lançadas as bases da recuperação. O pressing intensificou-se, com outra solidez defensiva, e as oportunidades foram-se acumulando. Hélder Nunes esteve perto do empate por duas vezes, mas seria novamente Diogo Rafael a encontrar as redes, com novo remate cruzado que ainda tocou no poste antes de entrar.

O empate surgiu aos 12', dois minutos antes de Reinaldo Ventura entrar no rinque para bater uma grande penalidade. A bola acabou no fundo da baliza de Barozzi e Portugal cavalgou então para uma reviravolta generosa. Rafa, aos 17', João Rodrigues aos 18' e Hélder Nunes, aos 19', fecharam as contas e lançaram a festa num pavilhão completamente lotado.
Texto: Público, 16-7-2016

Um comentário:

  1. Para mim é de uma alegria imensa, pois nasci em Oliveira de Azemeis, centro de referência em hóquei em patins em portugal e na Europa, e uma homenagem a um grande jogador da Escola Livre de Hóquei em Oliveira, meu Pai.
    José Manuel

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-