quarta-feira, 10 de agosto de 2016

E se isto tivesse sido primeira página há um ano?

Luis Faria

Os telejornais abririam com Catarina Martins a acusar o Governo neoliberal de Passos Coelho de ser insensível ao sofrimento das populações e Jerónimo de Sousa concluiria que a austeridade mata.

João Galamba acusaria a ministra da administração interna de não estar à altura das suas responsabilidades e Ana Gomes berraria no Twitter que é preciso acabar com a austeridade em Portugal e que isto é tudo culpa dos neoliberais do PPE.

Francisco Louçã comentaria que isto é a prova do carácter maligno da austeridade.

Nas redes sociais, os activistas da agora geringonça pediriam a demissão da MAI, e depois de ter morrido uma pessoa num incêndio, convocariam uma manifestação nacional contra os assassinos do governo.

Teríamos a oportunidade de ler longos editoriais sobre os fracassos do governo no combate aos incêndios e nas rádios teríamos debates especiais sobre a incompetência do governo.

Os canais de notícias deixariam de falar de futebol e dos Jogos Olímpicos e teriam horas e horas de debates, com os comentadores do costume a zurzirem no governo.

Bem, como estão no poder os benignos socialistas, apoiados pelos bonzinhos bloquistas e comunistas, nada se passa.
Título e Texto: Luis Faria, Facebook, 9-8-2016

Relacionado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-