terça-feira, 2 de agosto de 2016

Jair Bolsonaro é xingado na Câmara e faz (muito bem) em registrar B.O.

Luciano Henrique

A era atual é a da guerra de narrativas. Não há mais retorno. Quem não quiser aceitar a realidade, será esmagado.

E no mesmo dia em que Letícia Sabatella registrou um B.O. contra oponentes – que não registraram B.O. contra ela em retorno – Jair Bolsonaro foi rápido e registrou um B.O. contra uma pessoa da extrema-esquerda que o atacou.

O engraçado é que a agressora disse, no início, “eu não falei Bolsonaro”, mas depois reconheceu ter xingado. Esse vídeo precisa constar nas provas.

Particularmente, eu acho que rotulagens assim não deveriam ser levadas às vias judiciais, mas já que a extrema-esquerda está registrando boletins de ocorrência à torto e à direito, é vital que a direita também reaja com o mesmo nível de judicialização.

Neste caso, ponto para Bolsonaro.

Agora vai uma dica: ele deve unir o exército virtual, pois uma nova batalha de narrativas será feita para vitimizar aquela contra a qual o B.O. foi registrado.

Aos 54s:
“Eu preciso de todo mundo do PSOL aqui!”


Título e Texto: Luciano Henrique, Ceticismo Político, 2-8-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-