sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Comissário de bordo conta como sobreviveu ao acidente (malas entre as pernas?)

Erwin Tumiri seguiu o protocolo enquanto "todos se levantaram e começaram aos gritos"

Erwin Tumiri, um dos seis sobreviventes na tragédia que vitimou a equipa do Chapecoense, revelou, em declarações à Rádio Caracol, como procedeu nos momentos que antecederam a queda do avião.

"Sobrevivi porque segui o protocolo. Naquela situação, muitos levantaram-se das cadeiras e começaram aos gritos. Eu coloquei as malas entre as pernas e formei a posição fetal que se recomenda nestes casos", revelou o comissário de bordo.
Título (Acréscimo do Editor), Imagem e Texto: Diário de Notícias, 30-11-2016

Com todo o respeito e pudor pelas famílias dos falecidos, transcrevi esta matéria do Diário de Notícias (Portugal) porque quero perguntar aos leitores deste blogue, comissários de voo, o que entendem como “colocar as malas entre as pernas”?

2 comentários:

  1. Mas que mala esse menino segurava entre as pernas?
    Aliás, deve ser um comissário graduado, haja vista as berimbelas...

    ResponderExcluir
  2. Ele era o técnico de manutenção do avião. Segundo os sites bolivianos.
    Miguel Quiroga (piloto)
    Ovar Goytia (copiloto)
    Sisy Arias
    Romel Vacaflores (despachante)
    Ximena Suarez (aeromoça - sobrevivente)
    Alex Quispe
    Gustavo Encina
    Erwin Tumiri (técnico da aeronave - mecânico)
    Angel Lugo
    bom dia

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-