terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Uma das mais justas homenagens que o cinema fez à liberdade de expressão

Implicante
Lançado no Brasil como “O Povo contra Larry Flynt”, The People vs. Larry Flynt conta a história do polêmico editor da revista Hustler, uma concorrente da Playboy que trazia um conteúdo ainda mais picante. A publicação chamaria atenção por publicar fotos nuas de Jacqueline Kennedy Onassis, mas não pararia por aí.

Desde então, Flynt inicia uma batalha judicial contra todo tipo de força que via no trabalho dele alguma forma de abuso inaceitável. Um dos melhores momentos dessa briga é visto no vídeo mais abaixo. Nele, Alan Isaacman, o advogado interpretado por Edward Norton, faz uma das mais justas homenagens que a liberdade de expressão recebeu do cinema hollywoodiano.

O filme foi lançado há duas décadas. Mas se faz urgente nos dias hoje, quando a própria imprensa encampa um levante para censurar veículos alternativos, ou militâncias tentam com cyberativismo a todo tempo prejudicar trabalhos dos quais discordam. São projetos de gosto duvidoso? Então cabe a cada um dos cidadãos decidir se é duvidoso ou não. Entregar isso a um punhado de censores nunca foi, nem nunca será, a melhor saída.

É preciso lutar pela liberdade. E o Implicante está aqui para isso.


Relacionado: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-