terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Houve um estupro coletivo no DF, mas pouca gente deu atenção: os estupradores eram menores

Assim como em 2016, o Brasil iniciou 2017 com mais uma barbaridade envolvendo estupro coletivo. Desta vez, no Distrito Federal. A vítima era uma criança com 11 anos de idade. Os estupradores foram presos em flagrante. Toda a violência foi registrada com um aparelho celular, já em posse dos investigadores. Mas, uma semana depois do ocorrido, não há qualquer campanha nas redes sociais contra a “cultura do estupro”. E mesmo a cobertura jornalística é tímida.

Por quê?

O Implicante tem uma suspeita: quatro dos cinco envolvidos eram menores de idade. E mais uma vez a militância que alega defender o direito das mulheres demonstra possuir interesse maior em defender o discurso esquerdista, aquele que não quer menores de idade na cadeia.

É deprimente. 
Título e Texto: Implicante, 17-1-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-