segunda-feira, 6 de março de 2017

Julgamento

Nelson Teixeira

Muitas vezes julgamos os outros pela aparência. Não sabemos absolutamente nada a respeito de alguém e ainda assim julgamos pelo que vemos, ou, pior ainda, pelo que os outros falam.

Não temos o direito de julgar a quem quer que seja, pois não sabemos o que se encontra no íntimo de cada um.

Às vezes imaginamos uma situação e a realidade é outra.

É temerário julgar alguém pela aparência, pois as chances de cometermos erros e injustiças são enormes.

Não nos deixemos influenciar pelo que os outros dizem, nem por aquilo que enxergamos exteriormente. Quem somos nós para julgar os outros?

Lembremo-nos de que com a mesma medida com que julgarmos os outros seremos julgados.

Jesus, nosso Mestre Divino, durante a sua passagem na Terra, jamais julgou alguém, mesmo aqueles que não tinham boa reputação perante a sociedade.  Então, caros irmãos, quem somos nós para julgar?  Pensemos! 
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 6-3-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-