quinta-feira, 16 de março de 2017

O cego e o publicitário

Nelson Teixeira

Um publicitário, certa vez, caminhando por um ponto elevado de algum lugar na capital paulista, avistou um homem cego que portava uma plaqueta onde estava escrito: “Uma esmola pelo amor de Deus”.

O publicitário, condoído, sacou da carteira uma bela nota de R$ 50,00 e a entregou ao cidadão dizendo:
– Meu senhor, farei pelo senhor muito mais que dar-lhe apenas uma esmola. Minha intuição me diz que posso auxiliá-lo muito mais.
E assim o fez.  Pegou a plaqueta do homem e no verso mudou os dizeres.

Semanas se passaram e o publicitário voltou àquele lugar e questionou o homem como haviam sido suas semanas desde aquele fatídico dia.

O homem entusiasticamente disse:
– Não sei nem como lhe agradecer. Desde aquele dia os auxílios têm sido dez vezes maior que em qualquer época.  Pessoas têm parado e conversado comigo!  Um médico, destes que tratam os olhos, até parou e ofereceu-me ajuda.  Na semana que vem poderei até enxergar novamente graças a uma intervenção cirúrgica.  Curioso que as pessoas que estão ajudando eram as mesmas que sempre passavam por aqui.  Agora elas estão mais fraternas… Afinal, o que o senhor escreveu na minha plaqueta?

O publicitário emocionado disse:
– “Em breve chegará a primavera e mais uma vez serei furtado pela vida de ver a beleza do desabrochar das flores”. 
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 16-3-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-