quinta-feira, 6 de abril de 2017

Parque do Chuvisco é entregue na Zona Sul de São Paulo

Área de 35 mil metros quadrados pertencia ao clube dos funcionários da extinta companhia aérea Varig

O prefeito João Doria entregou neste sábado (1º) o Parque do Chuvisco, no Campo Belo, na Zona Sul. O equipamento de 35 mil metros quadrados, na beira da Avenida Roberto Marinho, integra o projeto da Operação Água Espraiada e busca aumentar as opções de lazer dos moradores da região. O valor da obra é de R$ 13,5 milhões.

Foto: Eduardo Ogata/Secretaria de Comunicação

"O Parque do Chuvisco já é um exemplo para a cidade, com áreas de convivência, quadras poliesportivas, iluminação e acessibilidade, tudo muito bem feito. Vocês devem cuidar do parque. Ajudem a preservar o parque. Não é o parque da prefeitura, é o parque para o povo, da população. Não deixem que haja aqui nenhum tipo de vandalismo, protejam o parque. Nós temos segurança, mas a melhor segurança é a dos frequentadores", disse Doria

A área, que pertencia ao clube dos funcionários da extinta companhia aérea Varig, terá espaço para esportes, lazer e cultura. Para elaboração do projeto, foram contemplados aspectos como insolação, ventilação, preservação das espécies arbóreas e vegetação. O Parque do Chuvisco será reintegrado ao circuito de lazer do paulistano, tornando-se um espaço que reúne todas as faixas etárias, com prioridade para as crianças e os idosos.

O parque oferece pista de caminhada, três quadras poliesportivas, quadra de bocha, playgrounds, aparelhos de ginástica para a terceira idade, três quiosques, ciclovia, núcleo de vivência com uma área construída de 600m² com sala de jogos, além de um galpão multiuso de 1.180m², onde poderão ocorrer atividades de música, exposições e apresentações. 

Histórico
O nome do parque preservará parte de sua história e tradição, já que nos tempos da Varig o espaço se chamava Clube do Chuvisco.

As desapropriações das áreas que integram o parque somaram 11 processos expropriatórios, finalizados entre 1996 e 2014. A licitação para a transformação do local em um parque público foi concluída em abril de 2013 e as obras começaram em agosto do mesmo ano.

Os trabalhos, no entanto, ficaram paralisados por aproximadamente 2 anos (em 2014 e 2015), por conta de redefinições de projeto e da liberação do Termo de Compromisso Ambiental (TCA). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-