sexta-feira, 28 de abril de 2017

Primeiro-ministro húngaro diz que George Soros arruinou a vida de milhões de europeus

Luciano Ayan

George Soros e Viktor Orbán
O primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán fez um discurso contundente no Parlamento Europeu nesta quarta, dizendo que a Hungria tem direito a autogovernança e defendeu suas ações em relação a imigração e contra o especulador George Soros.

“Eu sei que o poder, tamanho e peso da Hungria é muito menor do que o do especulador financeiro George Soros, que está atacando nosso país”, disse Orbán.  “A despeito de ter arruinado a vida de milhões de europeus com suas especulações financeira, ter sido penalizado na Hungria por especulações, e que é abertamente inimigo da Europa, ele é tão prestigiado que é recebido pelos principais líderes da União Europeia”.

Orbán ainda disse: “Não pode haver privilégios especiais, e ninguém está acima da lei – nem mesmo a turma de George Soros, que está gastando uma infinidade de dinheiro para dar apoio à imigração ilegal. Para conseguir seus objetivos ele paga várias organizações lobistas que atuam à margem da sociedade civil. Ele mantém uma rede de contatos ativa, com seus próprios promotores, sua própria mídia, centenas de pessoas, e sua própria universidade”.

“Eu acredito que George Soros não pode ser subestimado: ele é um bilionário poderoso de enorme determinação que, em nome de seus interesses, não respeita nenhum homem e nem Deus”.  Obviamente, Soros e sua escória estão pressionando a Hungria por não ficar de quatro à imigração ilegal.
Título, Imagem e Texto: Luciano Ayan, Ceticismo Político, 27-4-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-