sexta-feira, 28 de abril de 2017

Temer e Exército se acovardaram e deixaram milícias pró-PT bater em cidadãos no Santos Dumont

Luciano Ayan

Covardes precisam ser expostos para serem constrangidos a abandonarem suas covardias. É só desta maneira que podemos lidar com os covardes. Caso contrário, eles se sentirão motivados a deixar sua covardia destruir as pessoas que deles dependem.

Seja lá como for, todo mundo sabia que as milícias pró-PT iriam atacar cidadãos indefesos nesta sexta (28). Não estamos falando de “novidade” ou de uma surpresa. As ameaças de violência estavam por todos os cantos.


O mínimo que se esperava de Michel Temer é que acionasse o Exército para garantir a segurança dos cidadãos. E o mínimo que se esperava dos generais era que se colocassem à disposição para salvar o povo da violência, o que automaticamente lançaria pressão sobre Temer para acionar o Exército.


Como nem um nem outro se dispôs a honrar as cuecas que vestem, o resultado está na violência praticada CUT contra cidadãos que queriam embarcar em seus voos no Aeroporto Santos Dumont, no Rio. Clique aqui para ver as imagens.

Essas pessoas agora podem dizer: foram agredidas porque um governo se acovardou para petista e os deixou serem agredidos. Um governo que não protege seus cidadãos de uma violência já antecipada – lembre-se, não falamos de novidade, o que atenuaria a situação do governo – desrespeita seus cidadãos.

A solução é esfregar cada ato de violência praticado hoje e exigir, de Temer: “vai continuar deixando isso acontecer?”.

De novo, não há outra maneira de fazer um covarde se mexer senão constrangê-lo por sua covardia.
Título e Texto: Luciano Ayan, Ceticismo Político, 28-4-2017

12 comentários:

  1. Esse vagabundo do Michel Temer, deveria levar uma bala na cara. Será que não temos ninguém de coragem para parar esse crápula?

    ResponderExcluir
  2. DESCULPAS AOS QUE PENSAM EM CONTRÁRIO.
    ESSA NÃO É A FUNÇÃO DO PRESIDENTE.
    CADA ESTADO E CIDADE TEM SEUS PRÓPRIOS MANDATÁRIOS ELES DETÉM A CULPA.
    Agora você querem que os pichadores de São Paulo sejam presos pelo exército?
    Não gostar do Temer, eu também não gosto.
    A sua saída conduz Rodrigo Maia ou Elnício à presidência, e depois uma eleição indireta no congresso nacional.
    A merda começou em 1985 agora deixem o homem virar o penico, porra!

    ResponderExcluir
  3. Os sindicatos, cuja maior parte sempre viveu à custa do imposto (compulsório) sindical confiscado do trabalhador e das verbas do governo petista, mostrou o seu lado agressivo contra o cidadão que foi ao aeroporto Santos Dumont para viajar. Irritados com o governo que partiu para a reforma trabalhista e cortou a "mamata" do Imposto Sindical, sindicalistas e cutistas, de vermelho, iniciaram a agressão contra os passageiros que precisavam viajar. Esses grupos radicais, que querem implantar a greve geral, são assemelhados às milicias ou "coletivos" que ameaçam a democracia em países de orientação comunista ou bolivariana.

    ResponderExcluir
  4. Tudo estava previamente esquematizado pelos membros da CUT, PT e sindicatos no sentido de espalhar o vandalismo, agitação e arruaça nas principais capitais brasileiras
    A greve geral, mas não total, não passou de uma farsa; em 1989 e 1996 houve a mesma pretensão, porém noutro contexto político. Ao final, deu no mesmo. O noticiário nos programas de rádio informavam que piqueteiros tentavam impor medo nas pessoas que se dirigiam aos transportes para ir trabalhar, com dedo em riste e palavras de ordem com ameaças, inclusive físicas, impedindo o acesso aos ônibus e barcas (Rio/Niterói). Algumas pessoas perderam a paciência e agrediram manifestantes; houve revide. Aglomerações de arruaceiros e vândalos criaram tumultos localizados, dando enorme trabalho à polícia. Após o meio-dia tudo começou a voltar gradativamente ao normal.
    A greve “Geral” na verdade não passou de vandalismo, pancadaria e agitação, aqui e acolá, desvirtuando a proposta original, em si, da coisa. O perigo disso tudo é que bandidos se aproveitaram do deslocamento de policiais para as áreas de conflito, podendo roubar e assaltar com mais “tranquilidade” os pontos da cidade maravilhosa considerados perigosos. No fim das contas todos acabam perdendo, inclusive os “arautos da verdade”.
    Por questão de sobrevivência, os chefes dos mais de mil sindicatos no país estão bufando de raiva: A câmara aprovou o fim da contribuição sindical anual obrigatória, de um dia trabalhado para sustento do sindicato, ou seja, a “galinha dos ovos de ouro” morreu...
    Enquanto essa súcia de esquerdopatas impunha os ideais socialistas em cima da população nas ruas, uma notícia corria online:
    “O CARF, com decisão favorável por 5 votos, livrava o banco ITAÚ de pagar R$ 25 bilhões em impostos, decidindo que a instituição bancária não terá que pagar multa relativo ao não pagamento de imposto de renda e contribuição social no processo de fusão com o UNIBANCO.
    A decisão se refere ao processo de maior valor entre todos os que estavam no Conselho, chegando aos 25 bilhões, que agora serão economizados pelos sócios do ITAÚ, entre eles Illan Goldfjn, o atual presidente do banco central ...
    E olha que Temer se esforça para convencer o povo de que os aposentados estão consumindo o dinheiro público. Que ironia!
    Mas Temer, nosso chefe de Estado, não poderia colocar o exército nas ruas para manter a ordem pública. Essa tarefa cabe às polícias. Constitucionalmente as Forças Armadas tem duas funções no Estado: Defender o país contra ataques externos e garantir o cumprimento da Constituição.
    Exceções ocorrem , em mega eventos de grande repercussão mundial ( Ex: Copa do mundo)
    Não obstante, nos tempos atuais, estamos vivenciando uma democracia “capenga” com algum retardo cerebral. Manifestações contra os governos ocorrem em diversas partes do mundo, com quebra-quebra, tumulto e agressões; mas a polícia cumpre o papel constitucional para impor a ordem, prendendo, usando gás de pimenta, bombas de efeito moral e, de vez em quando, surrando muitos com o cassetete!
    Aqui no Brasil esses agentes públicos são condenados e execrados pela mídia, por ONGs e por algumas autoridades, por aplicarem “castigos físicos” publicamente, contra manifestantes que estão “apenas” protestando em favor dos direitos de todos (ou dos deles?).
    O Brasil vive atualmente um período vergonhoso e conturbado; o cidadão não sabe exatamente quais são seus direitos e deveres.
    Mas o caos passará. Tudo na vida passa. Ás vezes é preciso atingir o fundo do poço...
    Boa tarde a todos.

    Sidnei Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sidnei,
      A fusão foi em 2008. O auto de infração foi feito em junho de 2013, no valor de R$ 18,7 bilhões, acrescido de multa e juros. O Itaú recorreu.
      E a decisão foi proferida na segunda-feira, 10 de abril de 2017, pela 1ª Turma ordinária da 2ª Câmara da 1ª Seção do Carf, mas o acórdão ainda não foi publicado. Cabe recurso contra a decisão.
      O que o presidente Michel Temer tem a ver com isso?

      Excluir
    2. Tem tudo a ver , na nossa ótica, Jim . Ele pode não ser o culpado, mas é o responsável.No fato enfocado, cabendo ou não recurso, no caso do acórdão a ser publicado,isso dará um grande alívio a muitos empresários. Não é que o Temer esteja diretamente envolvido; quisemos dizer que ele enfatiza a quebradeira da previdência social nos próximos anos como se os aposentados fossem culpados disso, enquanto o governo continua gastando acima do teto previamente acertado entre eles. Afinal, o governo concede perdões fiscais não é de hoje.
      Abraços.

      Excluir
    3. Ok, sei.
      Me diga uma coisa, amigão, por favor.
      Se e quando, EFETIVAMENTE, a falida Varig receber o bolão devido pela União, quem será o presidente responsável?
      O que herdará esse abacaxi, ou o que não evitou o abacaxi?
      Lembrando que a questão do Itaú (ainda) é de âmbito tributário. Isto é, contribuinte versus Receita Federal.

      Excluir
    4. Nesse caso talvez ambos dividam as responsabilidades ...

      Excluir
  5. JURO QUE NÃO ENTENDO 3 PONTOS.
    PORQUE TEM QUE CONTINUAR PAGANDO APOSENTADORIA INTEGRAL NO RPPS PARA FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS?
    PORQUE A MAIORIA DO MUNDO SE APOSENTA AOS 65 OU MAIS E NO BRASIL NÃO PODE?
    O QUE TEM A VER PRESIDENTE COM O SISTEMA DE LEIS?
    QUEM FAZ AS LEIS SÃO OS DEPUTADOS.

    ResponderExcluir
  6. O QUE TEM A VER O IMPOSTO DE RENDA DEVIDO PELO ITAÚ COMA PREVIDÊNCIA?

    ResponderExcluir
  7. Muita calma Aparecido, isto que queres é crime. Não se exceda!
    A segurança de cada Cidade pertence à sua Prefeitura e seu Governo, se estes não forem capazes, podem pedir auxílio ao Exército, aí é Federal.
    Quanto aos comments de Rochinha, concordo, pois o grande problema da Previdência, não somos nós das Privadas, e sim as Estatais, o Legislativo o Judiciário e o Executivo, estes sim têm Aposentadorias estratosféricas, porque não mudam isto?
    E nós Sociedade aceitamos calados? E aí ?
    Creio que as gerações nascidas nos anos 70 e 80, terão que se mexer, é a hora de fazerem algo por seu País, até por seus filhos e netos, incluo aí meus Enteados e Filhas. Considerando que já passei dos 65. É…
    Abs,
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  8. DETALHES...
    CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS APESAR DE ACOLHIDAS PELA PREVIDÊNCIA NÃO FAZEM PARTE DAS PENSÕES PREVIDENCIÁRIAS,
    ELAS PERTENCEM AO SUS E AO FUNDO DE AUXÍLIO DESEMPREGO, AUXÍLIO DOENÇA, PIS/PASEP, SÃO AS CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS.

    O INSS ADMINISTRA-AS, AS APOSENTADORIAS SÃO DE CONTRIBUIÇÕES AO RPPS E RPGS, TEM A SIGLA INSS NOS HOLERITES.
    AS OUTRAS SÃO PAGAS ATRAVÉS DE IMPOSTOS E PELAS EMPRESAS.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-