segunda-feira, 1 de maio de 2017

[Enigma policial] O traidor

O detetive Magalhães está preocupado. Tudo indica que um dos seus três inspetores de maior confiança seja um traidor que anda a passar informações confidenciais à imprensa e aos criminosos investigados pela sua brigada. Decide interrogar cada um dos suspeitos individualmente.

Começa pelo Alberto, perguntando-lhe se sabe quem é o traidor. Este afirma que está inocente: o traidor é o Bruno.

O detetive vai falar com o Bruno e faz-lhe a mesma pergunta, ao que este responde que não, ele não é o traidor; é o Célio.

O Célio, sob a pressão do interrogatório, fica muito nervoso e afirma categoricamente que o Bruno está a mentir.

O detetive Magalhães sabe que só o traidor teria motivos para mentir, e que os outros dois inspetores estão a dizer a verdade.

Depois de ouvir os três suspeitos, o detetive prendeu um deles.

[Quem é afinal o traidor?] 

Título e Texto: Joana Pereira da Silva, Maria João Vieira, Renato Rocha

Um comentário:

  1. Solução:
    “O traidor é o Bruno.
    Se o traidor fosse o Célio, isso significava que estaria a mentir, e que o Bruno dizia a verdade. Como Bruno acusou o Célio, ele não podia estar a dizer a verdade, logo o traidor não é o Célio.
    Se o traidor fosse o Alberto, isso significava que tanto o Bruno como o Célio estavam a dizer a verdade, e que Bruno não era o traidor. Mas se Bruno não é o traidor, está a dizer a verdade quando denuncia o Célio, o que seria impossível se o traidor fosse o Alberto.
    A única possibilidade não contraditória é a seguinte: se o traidor estava a mentir e os outros dois inspetores estavam a dizer a verdade, então o Alberto disse a verdade quando afirmou que o Bruno era o traidor, o Bruno mentiu ao dizer que era o Célio e o Célio, por sua vez, disse a verdade ao afirmar que o Bruno está a mentir.”

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-