terça-feira, 22 de agosto de 2017

Explicando o voto nos deputados, na legenda dos partidos, no Brasil

Cesar Maia

1. Quando foi levantada a hipótese do Distritão vir associado ao voto na legenda partidária, que se chamou de Distritão Misto, as análises sobre as vantagens e desvantagens para os partidos ganharam destaque. As mais comuns afirmam que os Partidos que, nas pesquisas nacionais de opinião, são destacados como os da preferência dos eleitores, levariam vantagem.

2. Na verdade não é assim. Numa série de eleições, os votos na legenda para deputados estaduais e federais foram analisados para se entender as razões. O que se viu é que os votos nas legendas partidárias nas eleições de deputados estaduais e federais, acompanham sempre a importância dos votos nos candidatos a governador.

3. E observou-se que não se trata de uma vinculação orgânica e até esperada. O que se viu é que uma grande proporção dos eleitores chega à urna sem ter seus candidatos a deputados estaduais e federais definidos. As campanhas eleitorais exaltam as candidaturas a governador e, claro, seus números, pois é assim que o eleitor vota.

4. O eleitor chega à urna com o número de seu candidato a governador gravado. A legislação, para evitar uma enorme quantidade de votos brancos e nulos para deputados, determina que primeiro o eleitor marque o número de seu candidato a deputado estadual e em seguida de deputado federal. Depois vem o de senador, governador e presidente.

5. O que se comprovou é que parte dos eleitores, ao chegar na urna sem estar fixado em seus candidatos a deputados e ver aparecer na telinha o voto para deputado estadual, tende a marcar o número de seu candidato a governador automaticamente. E “confirma”. Em seguida, aparece o voto para deputado federal. E outra vez marca o número de seu candidato a governador. E “confirma”.

6. Com isso, as legendas mais votadas para deputados são sempre as dos candidatos a governador mais destacados, líderes nas pesquisas e com maior proporção de votos. As legendas mais simpáticas ao eleitor nas pesquisas nacionais anteriores ajudam alguma coisa, mas não explicam as razões para este ou aquele partido ter uma maior ou menor quantidade de votos na legenda para deputado estadual e federal.

7. Dessa forma, a vantagem que se possa ter nas eleições proporcionais no voto na legenda, sempre – e agora também seria, no Distritão Misto - é ter um candidato majoritário puxador dos votos e cujo número exaltado na propaganda está bem fixado na memória do eleitor.

8. Sendo assim, o que os candidatos a deputados estaduais ou federais devem buscar é que seu partido tenha um candidato a governador competitivo, pois é ele que induzirá os eleitores ao voto na legenda – por equívoco na digitação específica. 
Título e Texto: Cesar Maia, 22-8-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-