quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Oito anos de concórdia universal

Rui A.

Durante os últimos anos, ficou estabelecido que tudo o que de mal sucedeu no mundo teve um só responsável: George W. Bush. A desagregação do Iraque, após a retirada das tropas americanas, foi culpa do Bush.

O Ísis foi culpa do Bush.

O terrorismo islâmico é culpa do Bush.

A Síria foi, é e será culpa do Bush.

A «Primavera Árabe» não resultou por causa do Bush.

A Líbia foi o Bush. (E o Sarkozy)

O Egito foi provocado pelo Bush.

E a Tunísia tem a cara do Bush.

Entretanto, apareceu este maluquinho da Coreia do Norte, com ogivas nucleares prontas a disparar a torto e a direito, e de quem será a culpa? Do Bush, por mais que nos custe, é difícil, porque a Península Coreana não fica exatamente no Médio Oriente, nem os seus nativos são muito propensos ao Islão. Ora, sendo quase impossível atribuir, aqui, culpas diretas ao Bush (remotamente, ele será sempre responsável), como terá o Kim Jong tido oportunidade de montar semelhante arsenal nuclear virado ao Ocidente? E como permitiram os EUA que se desenvolvesse uma tão grande ameaça?

Bom, neste caso só há um culpado, óbvio, por sinal: o Trump!


Título, Imagem e Texto: Rui A., Blasfémias, 9-8-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-