terça-feira, 8 de agosto de 2017

Síndrome Aerotóxica – Pilotos e Comissários perdem licenças de voo após inalação de ar contaminado

Essa informação é muito séria. Durante vinte e nove anos de voo sempre tive a certeza de que o ar da cabine era contaminado por gases do motor. Isso me causou enormes problemas quando chegava em casa e, tive uma séria doença neurológica da qual consegui me recuperar!

"O que pode dar errado, vai dar errado (Lei de Murphy)”.

Portanto, as associações e os sindicatos têm a obrigação de questionar o governo para investigar esses gases que invadem a cabine, seja em voo ou no pátio do aeroporto, e que atingem diretamente os tripulantes!

Na realidade, existem filtros no sistema, mas que não se destinam a neutralizar um vazamento de óleo do motor para o sistema de ar para as cabines de comando e passageiros.
Alberto José, 6-8-2017 

Um comentário:

  1. Este artigo me lembra a luta da ACVAR, na década de 80, sobre "A qualidade do ar na cabine"; uma luta da nossa ex-colega, Isabel Gomes.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-