segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Onde você estava em 11 de setembro de 2001?


Relacionados:

58 comentários:

  1. Tinha ido ao Carrefour

    Ao chegar em casa, entrando pela porta da cozinha – o televisor ficava à esquerda, de costas para a porta – minha mulher, em frente, fez sinal de silêncio e apontou para o televisor. Comecei a assistir, minha mulher exclamou então, “Atacaram lá em Nova Iorque!”. E eu olhando para a telinha vi o segundo avião ir de encontro à outra torre. Pensei que fosse replay. Minha mulher gritou “Outro?!”.
    Depois de alguns minutos, após as explicações da minha mulher, soube então que havia assistido “ao vivo” ao segundo ataque às Torres Gêmeas (World Trade Center), em Nova Iorque.
    No Rio de Janeiro, era por volta do meio-dia.

    ResponderExcluir
  2. Eu estava no shopping Iguatemi, numa loja de eletro domésticos. Parei frente a uma vitrina para ver os aparelhos de TV , e vi a cena.
    Inicialmente não me dei conta, pareceu-me cenas de um filme.
    Só entendi , quando as pessoas começaram a parar em frente a loja.perplexas.
    Meu reflexo imediato, foi pegar o carro, que estava no estacionamento do segundo piso, e ir rapidamente para casa.
    Até hoje não sei porque me deu a necessidade de sair dali imediatamente.

    Paizote

    ResponderExcluir
  3. Eu estava chegando ao escritório e notei que as tvs estavam todas ligadas, transmitindo aquele pesadelo.
    Num primeiro momento, imaginei que fossem cenas de um filme (de mal gosto, mas um filme), e infelizmente não eram.
    Lembro que eram 10:00hs da manhã e fiquei triste com tamanha maldade e tragédia humanas.

    lp

    ResponderExcluir
  4. Pousamos em Miami as sete horas local AM.
    Iloir Mendel

    ResponderExcluir
  5. Então, estava no DO de Sao , para uma reunião de Chefes de Equipe em Gig. E ao vivo tivemos as cenas, que nos chocou!!!
    Foi um momento ímpar!
    Novembro fiz 50, não e não perdi o PDF, e me aposentei no Aerus!!!
    E agora .... vamos em frente!!!!
    Com tristeza!!!!
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  6. Em casa fazendo as provas para meus alunos no computador e a TV ligada qdo eu prestei atenção o segundo avião estava se chocando na torre.
    Vania Souza

    ResponderExcluir
  7. Estávamos em casa , eu e minha mulher, conversando trivialidades , ouvindo rádio e conversando . Ouvimos a edição especial da rádio Globo e corremos para ligar a TV ; daí começaram a mostrar todo o episódio , porém ainda não sabíamos exatamente o que estava acontecendo ...
    À medida que as notícias se desenrolavam percebíamos trata-se de um grande atentado terrorista . À noite , o Jornal Nacional esmiuçava melhor a horrenda façanha daqueles psicopatas . No dia seguinte comprei a edição extra de "O GLOBO" . Guardo o jornal até hoje; de lá pra cá passaram-se 16 anos, e o mundo nunca mais foi o mesmo. Aumentou o ódio entre nações, o fanatismo religioso parece prosperar a cada dia ; mata-se em nome de Allah e a intolerância se sobrepôs ao diálogo .
    Contudo ainda podemos observar muita coisa boa , as belezas naturais pelo mundo afora, e muita , mas muita gente, que acredita em um planeta melhor . Tomara.

    Sidnei Oliveira

    ResponderExcluir
  8. Tentando decolar para o MEX no Galeão ... ninguém sabia o q estava d fato ocorrendo ... acabou q depois d 4 horas em solo o vôo foi cld mas acho q em função da regulamentação. Só soube o q realmente aconteceu qd cheguei em casa ... me parece q tds vôos estavam sendo direcionados pr o MEX , por isso devido a esse intenso tráfego aéreo ñ poderiamos decolar d qq jeito.
    Aloisio De Azevedo Santos

    ResponderExcluir
  9. Estava em Recife
    Clara A. Fernandes

    ResponderExcluir
  10. Eu tinha chegado de Lax e estava fazendo um café quando ouvi na televisão da sala que um pequeno avião tinha atingido o World Trade Center. Depois foi aquela tragédia toda. Na realidade meu voo era pro dia 10/09, mas uma amiga ligou de Lax pra eu fazer o voo dela e ela faria o meu. Sorte minha, ela pousou em Tijuana e voltou.
    Rolando Silva

    ResponderExcluir
  11. Lembro me como se fosse hoje... vi as notícias e tentei logo saber se estavas a voar.
    Hilda Pereira Torres

    ResponderExcluir
  12. EM CASA. VI TUDO AO VIVO NA TV. FOI QUANDO CONSTATEI QUE HAVIA COMEÇADO O SÉCULO 21.

    Minha irmão esquerdopata achou maravilhoso. Saí de casa pra não dar uma porrada nela.

    Fui fumar maconha. Discuti com uma amiga esquerdista paranoica e esclareci a ela que quem invadiu a Amazônia foram os terroristas.

    ResponderExcluir
  13. Eu estava no trabalho, quando passei pela cantina a tv estava ligada, com várias pessoas alarmadas assistindo, parei pra olhar e vi o segundo avião em direção à torre, fiquei estarrecida e mais ainda quando houve o choque.
    Nercy Grabellos

    ResponderExcluir
  14. Londres
    Lizah Carnauba

    ResponderExcluir
  15. Impossível esquecer: voo 204 pousando em BSB.
    Ana Paula Costa Figueiredo

    ResponderExcluir
  16. Estava em casa e passei muito mal sem acreditar no que via e ouvia, depois saí para confirmar com outras pessoas tb atônitas.
    Roberto A. Freire

    ResponderExcluir
  17. Fui de extra para SAO para assumir Madrid a noite quando liguei a televisão comecei a ver a notícia e fiquei estarrecido daí quando voltei resolvi me aposentar assinando a compulsória o que ocorreu dia 30 de outubro.
    Luiz Roberto

    ResponderExcluir
  18. Eu estava trabalhando na ACVAR. Quando soubemos, passamos a assistir pela tv ao vivo.
    Felipe Paço

    ResponderExcluir
  19. Eu estava em Nagoia. Dias terríveis, mudando de hotel todos os dias, a quarenta graus. Dias depois, voltamos pelo espaço aéreo Mexicano pousamos em Tijuana. Foi uma experiência para nunca mais esquecer. Cansaçoo e fome foi o de menos. Coitados dos passageiros!
    Vera Elena Falcão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera, estava no mesmo voo. Lembro quando tu ligou para o mim, deveria ser 01:00 am, horário local em Nagoia. Estava dormindo e tu me disse:Liga a TV na CNN Paulo e veja o que está acontecendo em NY. Confesso que fiquei confuso, parecia filme, mas infelizmente era real. A história que mudou a aviação.
      Paulo Jorge Kaercher

      Excluir
  20. Estava em casa. E dois dias após, fiz o primeiro voo da RG para NYC.
    Ernani Matos

    ResponderExcluir
  21. Estava em Houston, vendo TV, não entendemos bem até que ficamos sem qualquer comunicação. Descemos ao lobby do hotel e nossos parceiros americanos desesperados tiveram que comprar carro para voltar para casa em Boston.
    Ficamos paralisados, sem ter como sair do Estado do presidente. Depois de 4 dias consegui ir para MIA, estava de GC e o pessoal da Varig disse q eu desistisse pois antes de uma semana não saíriamos de lá. Fui na United e vim no mesmo dia, de GC.
    June Mello

    ResponderExcluir
  22. Chegando em Paris.
    Luci Fernanda da Cunha

    ResponderExcluir
  23. Estava em REC. Jim Pereira Lembrei que, quando cheguei da praia, uma colega de voo me telefonou para que eu ligasse a TV pois um avião havia se chocado com uma das torres do World Trade Center, em NYC. Em seguida outro avião se chocou com a segunda torre... fiquei estarrecida, era difícil de acreditar que era real e não um filme de ficção! Isso mudou para sempre nossas vidas de tripulantes de empresas aéreas.
    Clara A. Fernandes

    ResponderExcluir
  24. Chegando em Manaus... de um madrugadão!...
    Etelvino Cândido de Araújo

    ResponderExcluir
  25. Estava no velório da minha tia...
    Ana Maria Infante

    ResponderExcluir
  26. Eu estava saindo da aula na ULBRA, Universidade luterana do Brasil, em Canoas no Rio Grande do Sul.
    Ao sair do estacionamento notei muito movimento estranho nas ruas e na frente de bares com TV muita aglomeração.
    Me aproximei devagar de um e perguntei o que tinha acontecido. Dai me falaram e fiquei desconcertada!

    ResponderExcluir
  27. Saímos de Narita para chegar a Lax, com 6 horas de vôo, recebemos a notícia e a única opção foi voltar para Narita....não esqueceremos jamais desta data....o mundo e a aviação totalmente em ebulição....tudo mudou...
    Cirilo Vaz Caldas

    ResponderExcluir
  28. Chegando em Recife, procedente de Milão - Malpensa.
    Luiz Vieira

    ResponderExcluir
  29. Estava almocando no Rosa Shopping na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro qdo olhei para a tela da TV que estava sem som. Pensei que fosse cenas de filme de terror, até que ouvi pessoas comentando sobre o atentado. Fui até uma agência de Turismo onde fui colocada ao par.
    Com filha que estudava nos USA, imagine o pânico até conseguir falar com ela.
    Muito triste, E o terror continua fazendo vítimas pelo mundo.
    Vera Maria De Marchi

    ResponderExcluir
  30. No cabeleireiro fazendo luzes e vi na tv
    Lorella Piersanti Timoteo Cox

    ResponderExcluir
  31. Férias em Pipa RN.Só soube à noitinha qdo voltei p o hotel e liguei a tv! Durante o dia ninguem falou nada na praia nem nos bares.Outro planeta
    Cristina Silva

    ResponderExcluir
  32. Fazendo aula de inglês as 10:00 NO HANGAR VELHO GALEÃO exatamente isso! A TV globo anunciou com aquele GINGLE apareceu o noticiário da explosão no worldtrade center New york city , a noite tinha o voo PRA NYC Eu estaria na tripulação do voo cancelado.
    Jade Schehazade Arau Ferrer

    ResponderExcluir
  33. Madri....
    Dyrene Pedace

    ResponderExcluir
  34. Estava no vôo indo pra Lax e tivemos que parar em Tijuana, ficamos 36 horas dentro da aeronave.
    Renato Santoro

    ResponderExcluir
  35. Estava em casa e ia voar a noite para FRA... acordei tarde e quando liguei a TV vi aquilo, era surreal... muitas pessoas faltaram o vôo com medo, e quando o avião decolou senti um frio na espinha por não saber o que nos aguardava nos próximos dias... isso mudou o rumo da história, e cada vez está pior, infelizmente...
    Zane Fernandes

    ResponderExcluir
  36. Eu estava chegando no Rio de Janeiro procedente do aeroporto Kennedy em NY.
    Paracelso Penha Sant'anna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então estávamos no mesmo vôo eu também acabara de chegar de Nova York.
      Vania Beatriz Schneider

      Excluir
  37. Dormindo exausta! Acordei com minha mãe me ligando p ver!
    Angela Santos

    ResponderExcluir
  38. Chegando de Milão.
    Ana Marcia

    ResponderExcluir
  39. Chegando em Miami e tivemos que retornar para Belém....
    Reginaldo Menezes

    ResponderExcluir
  40. Na sala de espera da Fundação Rubem Berta consulta com oftalmologista.
    Almachio Paulo Gonçalves

    ResponderExcluir
  41. Em Londres. Jamais esquecerei....

    ResponderExcluir
  42. Estava na Alemanha, em Mainz.
    Glaucia Soares

    ResponderExcluir
  43. Fazendo reserva do voo para NYC
    Jose Panza

    ResponderExcluir
  44. No Rio, no cabeleireiro

    ResponderExcluir
  45. Iria para Miami à noite, porém foi cancelado

    ResponderExcluir
  46. No camping Club do Brasil Praia da Macumba.

    ResponderExcluir
  47. Estava com um paciente do Ossington Hospital (Toronto, Canada) realizando trabalho de inclusão na comunidade e paramos no Coffee Time
    para um café e vimos na televisão (CNN) quando da primeira transmissão do episódio, logo após o primeiro avião ter se chocado com o prédio.

    ResponderExcluir
  48. Entrando no quarto do hotel em Milão.Na hora não entendi nada.

    ResponderExcluir
  49. Já aposentado fazendo a rota VACARIA-POA. Parei para ouvir.... e acreditar.

    ResponderExcluir
  50. Em escritório de um amigo. Quando soube das primeiras notícias disse que era um acidente com uma aeronave de pequeno porte como aconteceu na época da WWII
    Homer Itaquy

    ResponderExcluir
  51. Elisabete Pucarelli13 de setembro de 2017 09:52

    No aeroporto de Londres indo de extra para Milão . Muitas caras e bocas, confusão entre os tripulantes da aeronave e ao perguntarmos nos contaram da tragédia

    ResponderExcluir
  52. Angela Martins Otero13 de setembro de 2017 09:53

    No exato momento, estava em uma loja, comprando uma TV. Estava olhando um modelo e apareceu a imagem, sendo noticiada. Todos, clientes e vendedores, ficamos cristalizados, boquiabertos, sem entender! Meu ex marido falou: isso foi um atentado!

    ResponderExcluir
  53. Pedalando na academia, a TV estava ligada, assisti a 2 caindo, não dá para esquecer.
    Elaine Miela Gonçalves

    ResponderExcluir
  54. Jorge Alberto dos Santos13 de setembro de 2017 10:00

    Boa noite querido Jim,
    Em 11/09/2001, quando começaram as primeiras notícias das torres gêmeas, estava trabalhando na extinta oficina de rodas e freios da RioSul linhas aéreas S/A, empresa subsidiária da VARIG, com independência administrativa. Na ocasião eu fazia a manutenção da frota EMB-120 (Brasília) da RioSul e Nordeste, na base POA.
    Na ocasião eu tentei trabalhar, mas as informações eram constantes e o difícil era entender e aceitar o que estava acontecendo. No entanto, até hoje me questiono, ou seja, será que o "American Secret Service", não se antecipou a este evento?
    Um forte abraço Jim Pereira,
    Jorge Alberto dos Santos

    ResponderExcluir
  55. Aparecido Raimundo de Souza16 de setembro de 2017 11:27

    Onde eu estava em 11 de setembro de 2001?

    Em 11 de setembro de 2001, então com 48 anos, estávamos eu e o cinegrafista Luiz Claudio de Pompeu do SBT em Los Angeles. Acompanhávamos a dupla pop Sandy&Junior, de Campinas, que gravavam mais um álbum da carreira.

    Essa matéria, eu escrevia para a Revista “TI TI TI” do jornalista Décio Piccinini, onde trabalhei por alguns anos, onde, aliás, iniciei os meus primeiros passos, como profissional, depois de formado pelas Faculdades Cásper Líbero. Nessa publicação semanal, comecei fazendo uma coluna sobre celebridades do mundo televisivo.

    A dupla Sandy&Junior, filhos do sertanejo José Lima Sobrinho, o Chitãozinho, gravava o 11º CD, bem ainda comemoravam os mais de 11 milhões de cópias vendidas, nelas incluindo os trabalhos anteriores e, coincidentemente, apagavam as velinhas correspondentes aos 11 anos de carreira. Dia seguinte, terça-feira, 11, os dois irmãos iriam se encontrar com a cantora norte americana Diane Warrem, de quem, aliás, Sandy gravou 6 músicas.

    Contudo, em face dos atentados que abalaram o mundo, o editor chefe nos telefonou e pediu que interrompêssemos a pauta com os dois irmãos e seguíssemos para Nova York, a fim de cobrirmos os atentados às torres gêmeas do Word Trade Center.

    Em face disso, deixamos a dupla nas mãos de outro colega repórter e rumamos para a famosa Ilha de Manhattan, a eterna Big Apple.

    O que vimos por lá, foi o horror em sua melhor forma de expressão. Eu nunca havia tido a oportunidade de cobrir um evento naquelas proporções, apesar de ter estado presente nos incêndios do Edifício Andraus, em São Paulo, em 1972 e, dois anos à frente, do Joelma, em 1974, quando, no albor dos 19 para 20 anos, escrevia não profissionalmente para o “JORNAL MUNICÍPIOS EM MARCHA”, hoje “DIÁRIO DE OSASCO”, do jornalista Vrejhi Sanazar.

    Todavia, o Word Trade Center, perto desses dois acima citados, para mim, em particular, naquele tempo, representava café pequeno. O Andraus tinha, da base ao telhado, 115 metros, o Joelma 105, ao passo que, as Torres, perfaziam 417 metros, sem falar na antena de televisão que o elevava a um total de 526.

    Desde então, Graças ao bom Deus, nunca mais fui designado para cobrir catástrofes dessa magnitude. Ficamos sabendo, a depois, que Sandy&Junior, pela grandiosidade do acontecido nas terras do Tio Sam, acharam por bem mudar o nome do CD, de “11” para SANDY&JUNIOR.

    Aparecido Raimundo de Souza.

    ResponderExcluir
  56. Quando ocorreu o ataque às torres gêmeas em 11 de setembro de 2011, eu estava trabalhando no CTO, no gerenciamento do curso de CRM. O pessoal que trabalhava com a manutenção dos simuladores veio nos avisar lá na Sala do CRM que um avião havia batido contra uma das torres.

    Corremos para a Sala da Manutenção para assistir ao noticiário. Eles tinham uma TV lá. Em seguida veio a notícia de um segundo ataque. Aí percebemos o tamanho da tragédia e imediatamente se iniciaram as discussões sobre segurança de voo, como isso poderia ter acontecido, e, a preocupação com os colegas que estavam pernoitando em Nova Iorque, se estavam bem, uma loucura...
    Angela Arend

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-