domingo, 5 de novembro de 2017

Rochinha destrinça a hipocrisia dos ‘assediados’

Sobre assédio sexual

Pois,
A bem da verdade há dois tipos de assédio sexual: o arrogante e o interesseiro, mas os dois têm agentes submissos.
Nas tentativas de obterem vagas na mídia artística, nas agências de modelos, nas boas empresas e nos cargos corporativos há os submissos interesses nos oferecimentos sexuais tanto pelos pretendentes quanto pelos contratantes.
O assédio arrogante é pela força e submissão dos agentes.

Não somos ingênuos nem politicamente corretos para não admitir os contextos.
O fato de denunciar quinze, vinte ou mais anos depois é inadmissível.
Simplesmente, significa que, na época, era admissível aceitar (o assédio) por causa de um interesse primário.

A promiscuidade cavalga a trote nesses interesses de tornarem-se artistas, de completarem elencos, de serem grandes modelos ou participarem de eventos. Poucos confiam em seus próprios dons e habilidades. E todos sabem que há degraus intransponíveis nesse seleto nível de chamadas intelectualidades. Noventa porcento desses ídolos tropeçam nas fileiras de farinha. As overdoses acumulam-se nos inquéritos policiais em todo mundo.

O assédio sexual forçado encontra até copiadores em ambos os lados sexuais, ou melhor, todos, senão classificam-me como homofóbico.
Nesse meu monólogo diria que é fácil penalizar o assédio masculino. Capa-se o arrogante.
Já nos outros casos o próprio macho esconde. Esconder nas entrelinhas do tempo é apenas ser submisso imbecil.

Até hoje as(os) amantes escondem-se para não perder a boquinha.

A sociedade dos poetas mortos seria promíscua?
Vejam o filme...

Kevin Spacey é um grande artista. Pergunta-se: quem frequenta a sua casa, dorme em seu quarto, e diz-se molestado é ou não da mesma estirpe? Se Kevin é um seviciador, porque o molestado era seu amigo? Esses interesses próprios os levam a aceitarem e serem subservientes aos próprios.

Jamais certos ministérios públicos deveriam aceitar essas denúncias.
Os interesses pessoais dos denunciantes eram seus aceites para galgarem postos que jamais atingiriam por méritos pessoais.

Essas pessoas vendem suas almas aos demônios e depois pedem perdão pelos seus erros, acusando outros a serviço da mídia, como desculpas esfarrapadas aos erros passados.
Hipócritas de galochas, todos que servem a dois senhores em benefícios próprios.
Fui...
Texto: Vanderlei dos Santos Rocha, Verdade Política, 4-11-2017 
Título: JP

Um comentário:

  1. Concordo de A a Z. Falta o X e o Y, mas estes são o canalhas de sempre.
    José Manuel

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-