domingo, 8 de abril de 2018

O showmício de um ladrão e a complacência de um clero corrompido

FratresInUnum.com

Foi desolador. Como exprimir em termos mais lacônicos o sentimento do povo católico diante de um bispo apoiando um criminoso público?


Foi toda uma semana tensa. Sedenta de justiça, a população aguardava um julgamento imparcial do STF. A decisão rompeu na madrugada. A nação estava em pé!

Prisão promulgada. Mas, ao invés de se entregar, o criminoso, condenado em segunda instância, quis dar o seu espetáculo, às custas da Igreja.

Como se podem prestar a isso esses eclesiásticos, capitaneados por Dom Angélico Sândalo Bernardino, bispo emérito de Blumenau, e que, por ser emérito, pouco tem a perder? Quantos bispos titulares o estavam apoiando pelas costas? Quantos incentivos? Quantas presenças ausentes? Quanto respaldo silencioso, mas eloquentemente sentido!

Aqui, não se trata mais de orientação política, mas de justificação do crime, de oposição aberta à justiça. À sombra da Cruz, da Santa Cruz! Obstinado e sacrilegiamente.

O fanatismo do clero progressista brasileiro já lhe cegou a razão. Emprestam o que resta de sua autoridade moral a um bandido e não percebem que se destroem em o fazendo. O povo não suporta mais este clero vendido aos interesses socialistas. Infiltração é coisa do passado. Agora, trata-se de ostensiva profissão de fé no messianismo lulo-petista.

O déficit que a Igreja no Brasil sofre com isso não é mais dissimulável. Desgostosos, os fiéis não têm mais a quem recorrer. Resta-lhes gritar uns aos outros para terem, ao menos, o consolo de se ouvirem para perceberem que não estão loucos.

Dizem que a maioria dos bispos brasileiros não é mais petista, reclamam que se trata de uma minoria bem articulada, alegam que não é justo imputar a todos o desvio de alguns. Contudo, por que essa suposta maioria não se levanta? Por que não toma distância pública e abandona à iniciativa meramente pessoal esses fundamentalistas adoradores de Lula? Não é verdade que “quem cala consente”?

Hoje, presenciamos uma das cenas mais vergonhosas da história recente da Igreja no Brasil: um bispo sujando sua estola naquele palanque! Obviamente, o espetáculo religioso-circense é apenas a exposição daquilo que é uma realidade há décadas. Lula e o PT são filhotes dos bispos da Teologia da Libertação!

Estamos às portas de uma Assembleia da CNBB, a realizar-se a partir da próxima semana. Seria demais pedir aos bispos que usem de bom senso, que tenham “cheiro de ovelha”, que sigam o povo brasileiro, que abandonem essa ideologia maldita que instrumentalizou a nossa religião, que se convertam a Deus para não se destruírem, destruindo a fé herdada de nossos pais?

A quem recorrer? Sinceramente, não sabemos mais. Há uma descrença no ar. O povo não confia mais em seus pastores. Pelo muito gritar e pelo pouco se ouvir, as ovelhas não aguentam mais. E a tendência é se dispersarem e se aglutinarem em torno de quem pregue aquela doutrina que lhes soe mais familiar aos ouvidos.

Aos nossos leitores, alentamos a que não desanimem. Continuemos a lutar por nossa fé, por nossa Igreja, por Nossa Senhora, que nos assegurou em Fátima: “por fim, o meu Imaculado Coração triunfará”.

Escreva ao núncio apostólico, solicitando-lhe que exorte os nossos bispos a não mais agredirem a sensibilidade moral do nosso povo. Nós já somos tão humilhados, tão pobres, tão sacrificados! Com fatos como o de hoje nos sentimos ainda mais pequenos, completamente insignificantes.

Basta! Chegou a hora de nos levantarmos e de extirparmos da nossa Igreja o câncer do socialismo, de retomarmos a nossa religião, de darmos voz aos verdadeiros pastores, de hastearmos nossas bandeiras católicas, de devolvermos à nossa Igreja a glória que um dia lhe pertenceu.

Não basta colocarmos Lula na cadeia, precisamos expulsar os seus progenitores dos intestinos das nossas sacristias! Levantemo-nos! Vamos! E que Nossa Senhora nos ajude! Deus salve a Igreja!
Título e Texto: FratresInUnum.com, 7-4-2018

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-