quarta-feira, 9 de maio de 2018

Azul inglês em Londres

Golo de Madi permite ao FC Porto B bater o Arsenal (1-0) e vencer de novo a Premier League International Cup


O FC Porto conquistou pela segunda vez consecutiva a Premier League International Cup, ao vencer o Arsenal por 1-0, esta terça-feira, no Emirates Stadium, em Londres. Um grande golo de Madi Queta aos dez minutos decidiu uma final em que os portistas foram superiores e até fizeram por merecer um resultado mais dilatado várias foram as oportunidades criadas ao longo dos 90 minutos.

O primeiro remate do encontro até pertenceu aos britânicos, mas o primeiro golo foi dos jovens Dragões, logo aos nove minutos: Madi recebeu a bola à entrada da área, tirou com toda a classe um adversário da frente e rematou forte e rasteiro sem hipóteses para o guarda-redes português dos gunners João Virgínia – foi a estreia a marcar do número 67 dos azuis e brancos na competição organizada pela Premier League destinada a jogadores Sub-23.

O Arsenal tentou reagir, pressionou mais e durante alguns minutos jogou instalado no meio-campo portista, mas a verdade é que não obrigou Mbaye a uma única defesa durante a primeira parte. O FC Porto B conseguiu a sacudir a pressão dos londrinos, voltou a conseguir impor o seu jogo e criou ocasiões suficientes para chegar ao intervalo com uma vantagem mais dilatada, como numa jogada de entendimento entre Madi Queta e Musa Yahaya (35m), que depois estiveram na origem de um lance a que Luizão chegou ligeiramente atrasado para concluir (42m).

O médio brasileiro voltou a ter nos pés uma excelente hipótese para fazer o 2-0 no início da segunda parte, num remate à entrada da área que passou por cima da barra (60m) que materializava uma melhor reentrada em campo da equipa orientada por António Folha. Na verdade, os portistas estiveram sempre mais perto do segundo golo do que o Arsenal do primeiro: Madi Queta, por duas vezes, ameaçou o “bis” (75m); Romário Baró e Luizão viram João Virgínia negar-lhes a festa (79m e 83m); e até os centrais Diogo Leite e Diogo Queirós ameaçaram um golo que seria mais do que justo tal a superioridade evidenciada pelos azuis e brancos (84m e 87m).

A melhor ocasião dos londrinos surgiu apenas nos derradeiros minutos do encontro num remate de Joshua Silva a que Mbaye respondeu com uma enorme defesa festejada como um golo pelo banco do FC Porto B e pelos muitos adeptos portistas que se fizeram ouvir durante todo o jogo no Emirates Stadium.
Título, Imagem e Texto: FC Porto, 8-5-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-