sábado, 16 de junho de 2018

A emoção do locutor português


Relacionados:

2 comentários:

  1. Sempre gostei do Cristiano Ronaldo.
    Torço por ele, por saber do invulgar profissionalismo dele. Se ganha milhões ou trilhões, acho ótimo para ele!

    Ontem, o cara deu um show no jogo entre as seleções de Portugal e Espanha.
    Repararam? Escrevi “jogo entre as seleções de Portugal e Espanha”.

    Foi no Brasil, já em 1974, recém-chegado ao país (fazia dois anos), na Copa realizada na Alemanha, que aprendi a não misturar futebol com patriotismo... tamanho era o “patriotismo” brasileiro nessa e nas seguintes copas. “Patriotismo” que me impressionou negativamente!

    Testemunhei muita grosseria contra seleções (países) adversárias, gozações grosseiras e fora de prazo... Muita gente, muita mesmo, confundia a vitória de uma equipe de futebol com a vitória do país. Isso foi durante o regime militar e continuou na Democracia.

    Estive no Rio há poucos dias, nossa!, que diferença! Me pareceu que a população se apercebeu dessa confusão instigada. Sei lá, vai ver que o destroçamento em 2014, no Rio, pela seleção alemã, tenha algo (ou muito) a ver.

    ResponderExcluir
  2. Ontem, quarta-feira, jogaram as seleções de Portugal e de Marrocos. Cristiano Ronaldo marcou aos 4 minutos.
    Depois disso foi um só sofrimento.
    Se fosse um campeonato do mundo entre indivíduos, não seleções, eu estaria muito esperançado em Cristiano Ronaldo...

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-