domingo, 15 de julho de 2018

[Versos de través] Viva a saudade!

Paizote Marques

Saudade é dor mulher, sentimento fêmea!
Mora na alma, mas se espelha no olho.
Tenho-a como companheira, quase gêmea.
Devassa ... sem jeito, um real trambolho!

Qualquer um sofre... com a tal saudade.
Vem de dentro, nasce forte... já robusta!
Maior é, conforme da vítima a idade.
A cultivamos todo dia, não assusta!

Criança não sente, nem sabe o que é.
Em um futuro, até disto a vamos ter!
O coração do jovem bate em seu pé!

Tenho saudade da saudade, a mais não saber
a minha... trato a com carinho... como dama.
Se viva doe, doe se morrer! Deixo viver! 🐢
Título e Texto: Paizote Marques, 14-7-2018

Anteriores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-