sábado, 18 de agosto de 2018

ONU, PT, jornalistas: um roteiro combinado

o antagonista

Era esperada a articulação da esquerda em nível nacional e mundial para vitimizar Lula e tentar pressionar a Justiça brasileira a infringir a lei e permitir que o corrupto e lavador de dinheiro seja candidato ao Planalto.

Na terça-feira, Lula assinou um artigo cheio lorotas no New York Times, repetindo que foi vítima de um julgamento político;

Ontem, PT e MST fizeram aquele teatro na frente do TSE, como se o tribunal fosse impedir o registro da candidatura do condenado, um ato burocrático a ser legalmente anulado no seu devido tempo;

Hoje, esquerdistas que aparelharam o Comitê de Direitos Humanos da ONU soltaram uma “recomendação” em favor da candidatura do condenado, fato imediatamente alardeado por petistas da imprensa brasileira e francesa (o petista Paulo Paranaguá, editor para a América Latina do Le Monde, mais precisamente) como uma “liminar” das Nações Unidas a ser imposta à Justiça brasileira.

O roteiro estava todo combinado, claro.

Lula é profano e a ONU é palpiteira

Em 2008, Lula falou sobre Cuba: “A autodeterminação dos povos é coisa sagrada. Da mesma forma que não queremos que as pessoas deem palpites nas coisas do Brasil, nós não queremos dar palpites nas coisas dos outros.”

Hoje, a conta de Lula no Twitter publicou: “Comitê da ONU determinou que Lula deve ter livre acesso à mídia e não pode ter sua candidatura barrada.” Fernando Haddad acrescentou: “Não é algo que possa ser ignorado pelas instituições brasileiras.”

Para Lula e seus postes, a autodeterminação dos povos só é sagrada na hora de defender as ditaduras amigas.
Título e Texto: o antagonista, 17-8-2018

2 comentários:

  1. ... e ainda vem esta facada nas costas feita pelas Nações Unidas? Pessoalmente cansei de tantos e-mails e cartas que enviei para a Sede da ONU reclamando da maneira como foi feita a venda, recuperação judicial e falência da VARIG. Durante o tempo excessivo em que a Ministra Carmen Lucia manteve o processo de Defasagem Tarifária na gaveta do STF, mofando, eu clamei pela ONU! Enquanto um grupo de aposentados AERUS agonizava pedindo ajuda no Senado e Congresso, e até durante a greve de fome de um colega aeronauta, eu clamei pelas redes sociais pedindo ajuda à ONU. "Nunca" recebi sequer uma resposta. Agora vejo o tal Celso Amorim com cartinha das Nações Unidas? Difícil crer que alguém com o currículo de Celso Amorim se transformaria defensor
    de uma esquerda criminosa e defensor de político corrupto, condenado e preso. Saber que ainda tem gente que ergue altar para bandido!

    ResponderExcluir
  2. Morre Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU e Nobel da Paz. (E tem gente que acha coincidência. Gente que não acredita...)

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-