segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Não esquente a cabeça com os votos em branco ou nulos. Só beneficiam Jair Bolsonaro


Para os cargos de chefia do Poder Executivo - Presidente da República, Governador e Prefeito – e de Senador da República, as eleições correm pelo sistema majoritário, ou seja, é eleito o candidato que obtiver a maior votação.

Para os cargos de Presidente da República, Governador e Prefeito de Municípios com mais de 200 mil eleitores é eleito aquele que obtém a maioria absoluta dos votos válidos, ou seja, a maioria dos votos descontados os votos em branco e os votos nulos. Considera-se obtida a maioria absoluta o candidato que tiver mais votos que a soma dos demais candidatos. Caso ninguém alcance tal índice em primeiro turno, há um segundo, aonde disputam os dois candidatos mais votados na primeira etapa. Caso um deles morra ou desista da competição antes de celebrado o segundo turno, é chamado para concorrer o terceiro candidato mais votado.

Para ilustrar, vamos considerar uma eleição fictícia, aonde:

- Candidato A obtém 45% dos votos; - Candidato B obtém 25% dos votos; - Candidato C obtém 10 % dos votos; - Candidato D obtém 5% dos votos; - 10% dos votos são nulos; - 5% dos votos são brancos.

Nessas condições, o Candidato A seria eleito em primeiro turno, pois obteve a maioria absoluta dos votos válidos, ou seja, conseguiu mais votos que todos os demais candidatos juntos.

Num outro exemplo:

- Candidato A obtém 35% dos votos; - Candidato B obtém 25% dos votos; - Candidato C obtém 10 % dos votos; - Candidato D obtém 5% dos votos; - 15% dos votos são nulos; - 10% dos votos são brancos.

Nesse exemplo, haveria segundo turno, pois o primeiro colocado não teriaconseguido a maioria absoluta dos votos válidos.

Por meio dos exemplos acima é possível verificar que não importa a porcentagem dos votos nulos ou em branco para a aferição do candidato eleito, uma vez que tais votos são excluídos da contagem.
Fonte: DireitoNet

Eu acho perfeito! Não quer brincar, não desce para o play!

>


Relacionados:

8 comentários:

  1. No exemplo acima, o Bolsonaro faria 44% dos votos válidos.
    Explico:
    25% são nulos.
    Então cada candidato faz mais 25% dos válidos, em tese.
    Por isso com 40% ou mais nesse cenário se elegeria em primeiro turno.
    fui...
    Os votos nulos não vão para o líder, apenas aumentam suas chances.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acha que ele conseguirá?

      Excluir
    2. Meu caro Jim,
      Os 25% de votos nulos, significam que cada candidato tem suas percentagens aumentadas em 25% nos votos válidos.
      Hoje o IBOPE fez alguns ajustes e veremos mais ajustes nos próximos 5 dias.
      Eu acredito que o povo cansou.

      Excluir
  2. Eu não gostaria que meu vopto nulo beneficiasse A nem B !
    Já que recusa em votar , pretende expressar aminha inconformidade com o sistema eleitoral.
    Mas no caso como o sistema é assim , e assim o é por interesse dos políticos , que não aceitam a vontade do povo, que vá para qualquer um!
    Então depois de eleito ,seja ele quem for eu serei contra, antes ,,,tanto faz!
    Paizote

    ResponderExcluir
  3. No meu raciocinio , se 25% forem desconsiderados dop computo geralpor serem brancos ou nulos, sobram 75% validos.
    O que significa que oa porcentragem para ser eleito num primeiro turno seria matematicamente .38% .
    Então que um destes consiga os 38% ,e o povo estaria livre de ter que comparecer outra vez a esta farsa chamada eleição , pensando estar sendo feitaq sua vontade ,nisto que pretende afirmar ser uma "demoniocracia"!

    paizote

    ResponderExcluir
  4. Este artigo me proporcionou o mote para tentar explicar minhas razões para não acreditar nesta eleição.

    Porque anularei meu voto!
    A razão é a mais simples possível!
    Qualquer que seja o candidato eleito, em última análise ,jamais será o “escolhido” pelo povo.

    Num sistema falho como o nosso,a definição dos candidatos nas eleições ocorre dentro dos partidos políticos – afinal, é preciso lembrar, nenhum candidato a cargo eletivo pode concorrer sem ser filiado a um partido, que o único autorizado a registrar uma candidatura.

    O que não seria o grande problema , este reside em outro fato!

    O fato é que na maioria das vezes são os caciques políticos que dão as cartas nas eleições. indicando aquele (ou aceitando aquele, que atende a maioria dos interesses dos partidos e de seus financiadores)!

    Não é raro ver alguns deles definindo unilateralmente os candidatos de seu partido – e até de partidos aliados.

    Os partidos teriam que ,obrigatoriamente, fazer prévias abertas à população em geral sobre os seus quadros , em que qualquer um que tivesse o interesse candidatar-se.

    Como é useiro e vezeiro no Brasil, os partidos têm um ou vários donos , geralmente um cacique ou raposa velha ,comprometido com interesses outros que não os do povo,há muitas eleições..

    Como esperar que saia dái algo verdadeiramente democratico?

    As convenções partidárias são um circo armado , e neste caso para iludir o palhaço (povo!!

    Depois temos os partidos politicos!

    Um partido político é uma organização que reúne pessoas que são ligadas por princípios e ideias políticas em comum. Esses princípios são chamados de ideologia.

    Mas antes mesmo de terminarem as eleições , aqueles partidos que há pouco se digladiavam , já tem conchavos ensaiados de apoio ao vencedor no ato de governar.

    È óbvio que este apoio ,não é gratuito !

    Pelo contrário ,´[e bem remunerado através de nomeações e repasses financeiros ,no mínimo anti éticos.

    No caso da atual eleição , qualquer que seja o eleito só conseguirá governar ,se conseguir o apoio do centrão (Uma quadrilha que manda no congresso!) , o que quer dizer que terá como conselheiro não oficial, o eterno Sarney e outros menos votados,
    todos caciques e coronéis , com mando perpétuo.

    Não vivemos numa democracia!

    Eu costumo apelida-la de “demoniocracia”!

    Pois é coisa do “demo”, em nada parecendo com o conceito original, que democracia é um regime político em que o poder pertence ao povo.

    “Na democracia todos os cidadãos devem participar das decisões políticas diretamente e em igualdade.
    O conceito surge em oposição aos governos monárquicos ou oligárquicos em que o poder de decisão ficava concentrado nas mãos de uma pessoa ou de um pequeno grupo de pessoas. “

    O que exatamente o que é a nossa “demoniocracia”!

    Portanto contrário aos preceitos da constituição de 1988, que por si só já é outro arranjo feito por políticos e para políticos!

    Enfim , poderia escrever 3000 páginas sobre o assunto , mas ainda assim não convenceria ninguém , pois contrário ao bom senso ,política é antes de tudo uma paixão, tal como as futebolísticas.

    E ai de quem afirmar que o time do outro é um “perna de pau”! (Termo antigo!)

    Representar o povo ,antes de tudo deveria ser um voluntariado, onde os rendimentos seriam apenas para manutenção no cargo, com limites para reeleições (no máximo 2 consecutivas!)

    Cargo político serve apenas para enriquecer e enriquecer seus apoiadores, enquanto o povo…Dê-lhe a votar , ingenuamente acreditando que faz parte do sistema!

    Sou contra , e como não me é permitido fazer mais nada do ponto de vista legal, voto nulo, e qualquer que for o eleito já me manifesto opositor do seu governo.

    Isto sem defender atos violentos como o cometido contra um dos candidatos , pois nada resolve e acaba apenas justificando a “demoniocracia”!

    A única solução seria com reforma eleitoral ampla , e o exercicio da verdadeira DEMOCRACIA!
    PAIZOTE

    ResponderExcluir
  5. Amigos, confesso que não entendi a matemática acima. Por que votos brancos e nulos só ajudam Bolsonaro? Votos brancos e nulos e também abstenções, dificultam o nobre objetivo daqueles eleitores que desejam uma mudança radical nos nojentos rumos políticos do Brasil. Eles são descartados, não influenciando na contabilização final dos votos é verdade. Mas, são votos que se fossem usados com obstinação nos candidatos que prometem uma guinada total na gestão indesejada, então, é sim, de se lamentar tantos votos inconsequentes jogados na lixeira. Citemos para exemplificar as eleições de 2014, no segundo turno, quando a candidata Dilma por ser petista já tinha o seu percentual de votos garantido pelas suas "vaquinhas de presépio", venceu o rival Aécio com apenas 3.5 milhões de votos a mais. Consideremos que 37 milhões de eleitores entre brancos, nulos e abstenções, originado por descrença total na política, jogaram seus votos na lixeira! Bastaria que uma terça parte destes votos inutilizados, fossem validados, com a intenção de frear a força do PT, esta diminuta diferença deixaria de existir. Eleitores exigentes demais esperando pela perfeição dos candidatos, aceite, que a perfeição não existe! Todos eles têm suas qualidades e seus defeitos...
    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CARO ALMIR,
      Pensando com meus gargomilhos, acho que foi melhor a ANTA se eleger que AÉCIPÓ, mas isso e´algo pessoal.
      A matemática é fácil.
      Você tem 3 candidatos um com 30% e outros 2 com 10%, 50% de nulos.
      O candidato só precisa de 50% + 1.
      Se tem 30% já estará eleito. pois 50% + 1 de 50% é 25%.
      Se fez 50% ganhou aproximadamente 50% dos votos nulos e brancos e os que tinham 10% farão 25% cada.
      Infelizmente é essa a equação de que nulos e brancos ajudam quem está na frente dos votos válidos.

      Escrevi que em TESE, com 13 candidatos a porcentagem de nulos se soma aos candidatos.
      REJEIÇÃO dá mais de 100% porque com 13 candidatos supondo que votantes de 12 candidatos não votem em 1,2 ou 3 outros.
      Porém quando ficam 2 para um segundo turno, não significa que 45% de rejeição de um deles vá para o outro candidato.
      Uma maneira subtil de interferir nos votos.


      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-