sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Liberdades de expressão

João Pereira Coutinho

O que interessa não é moralizar os rústicos, o que já seria repugnante; é mostrar aos pares, e ao mundo, o tamanho da respectiva virtude

ESTAMOS SEMPRE A APRENDER. Uma mulher austríaca afirmou há uns anos, em dois seminários na cidade de Viena, que o casamento de Maomé com uma das suas mulheres era um caso de pedofilia. Maomé, já na casa dos 50, desposava Aisha, com apenas 6. A consumação do matrimônio, segundo os especialistas, só se teria dado aos 9, o que parece fazer toda a diferença.

Confesso a minha ignorância sobre o assunto e um desinteresse profundo pela vida sexual do Profeta. Mas também confesso o meu interesse político quando os tribunais austríacos condenaram a donzela. Os comentários sobre as preferências românticas de Maomé podiam causar "indignação justificada" no país e perturbar o sono dos justos.

A mulher não se convenceu e, em nome da sua liberdade de expressão, recorreu para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem. Essa nobre corte confirmou o que os tribunais nativos já tinham decidido: sobre o Profeta, não pode haver pilhérias susceptíveis de o tornar menos digno de adoração.


O caso passou entre os pingos da chuva porque o nosso pessoal, compreensivelmente, esteve preocupado com o fascismo do outro lado do Atlântico. Pena que, deste lado das águas, um fascismo de feição diversa lá vá fazendo a sua doutrina, reintroduzindo pela porta do cavalo a criminalização da blasfêmia, que tanto trabalho nos deu a enterrar.

Se o raciocínio do Tribunal Europeu é para levar a sério, isso significa duas coisas.

Primeiro, que uma afirmação capaz de causar "indignação justificada" em qualquer religião deve ser suprimida para preservar a paz social. Como, por definição, a alma dos crentes se indigna com facilidade, isso implicará o fim da liberdade de expressão – ou, em alternativa, comissões de censura prévia para matérias religiosas.

Por fim, importa lembrar que o que é válido para Maomé será por maioria de razão ainda mais válido para Jesus. Isso traduz-se, para início de conversa, numa limpeza considerável da Arte, da Filosofia e da Literatura contemporâneas, para não falarmos já de um certo sentimento anticristão que grassa por aí com diabólica persistência.

Quando começamos?
Título, Imagem e Texto: João Pereira Coutinho, SÁBADO, nº 757, de 31 de outubro a 7 de novembro de 2018

2 comentários:

  1. E, de hipocrisia em hipocrisia, irmanada à covardia, uma desfigurada Europa (Europa?) vai jogando para cima os fundamentos da nossa civilização e se prostando aos pés de Maomé e do terrorismo islâmico. Breve, muito breve para o tempo histórico, não poderemos mais, sequer, falar mal do time adversário. Você, meu caro Coutinho, dá gosto de ser lido, o que faço, sempre que algo de sua autoria me vem às mãos.

    ResponderExcluir
  2. Isto me lembra de alguns vídeos *imprescindíveis* para quem tem qualquer interesse pela Europa, a civilização ocidental, e os valores judáico-cristãos que são seus alicerces. Existem muitos outros vídeos que tratam das ameaças contra o nosso modo de viver, mas estes que menciono merecem mil recomendações cada, independente do quanto você já tenha ouvido ou conheça sobre estas questões.

    Ni Lampedusa, ni Bruxelles être Européen! (French 4'51")

    Oriana Fallaci - Io trovo vergognoso - I find it disgraceful (Italian, subtitles in English 13'04")

    O islam é o islam - Paul Weston - How can you tell when a civilization is in danger of colapse (English, subtitles in Portuguese 6'33") = Paul Weston on Islam and our Spineless Western Leaders (English 6'33")

    1400 shocking years of islam in 5 minutes - Muslims are scared of this!!! (English 18'24")

    Ex-muçulmano Hamed Samad destrói muçulmana na TV alemã (German, subtitles in Portuguese 5'10")

    Criticizing Islam Now a Thought Crime in the UK - England now facing a crisis of freedom - How political correctness is being used with which to destroy the edifice of freedom of speech across the Western world (English 5'43")

    Quote Churchill on Muslims, Get Arrested (English 5'52")

    The Mainstreaming of Pedophilia (English 5'07")

    O islamismo é uma religião de paz? Ayaan Hirsi Ali explica (English, subtitles in Portuguese 5'10")

    99.99999997% of all muslims have never seen this - Dr. James White (English 20'24")

    O Crescimento do Islamismo no Mundo (Portuguese 6'31")

    "Viajar, aprender outras línguas, e o estudo da Bíblia, são as melhores coisas que podia ter feito e fiz na vida." Marcus Kerr-Almeida (ex-comissário)

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-