sábado, 3 de novembro de 2018

O sistema ataca o antissistema

O antagonista

O Estadão desaprovou a escolha de Sergio Moro para o superministério de Jair Bolsonaro e, em editorial, aproveitou para atacar a Lava Jato:

“Há muito tempo a Lava Jato vem extrapolando seus limites e objetivos, exercendo influência direta na política ao criminalizar políticos de praticamente todos os partidos – o que, de certa forma, abriu caminho para a ascensão de Jair Bolsonaro, um deputado do baixo clero que construiu sua candidatura com base num violento discurso antissistema.

A nomeação de Sergio Moro para o Ministério da Justiça, com a promessa de concentrar imensos poderes, atende plenamente aos objetivos imediatos de Jair Bolsonaro, materializando suas promessas palanqueiras de combate à corrupção; já para o futuro ministro e para o País, a médio e longo prazos, a manobra oferece substanciais riscos – que oxalá não se concretizem. A ânsia nacional de moralização dos hábitos políticos e administrativos não pode ser frustrada.”
Título e Texto: o antagonista, 2-11-2018

2 comentários:

  1. Aaaaaaaaaaaahh...então Gilmar Mendes seria melhor que o Juiz Sergio Moro? Ou quem sabe Joaquim Barboza? E porque não Luiz Inácio Lula da Silva para Ministro da Justiça??? kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Tanto a imprensa quanto o meio político da propina não apresentam-se preparados para um pica grossa! Quem tem o rabo preso tem pavor do juiz Sergio Moro e do Bolsonaro. Desejo que corruptos e bandidos vão todos para o inferno. E o Estadão também!

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-