quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Você conversa com o seu cachorro?



Relacionados:

15 comentários:

  1. Sim, eu converso!
    Às vezes, a "expressão fisionômica" de Bill é eloquente: “Que humano mais retardado!” 😊😊

    ResponderExcluir
  2. Sim ! É impressionante como ela, minha Yorkshire, entende tudo. O timbre da voz, inúmeras palavras fazem um entendimento. Muito bom conversar com seu Cão !

    ResponderExcluir
  3. Converso com o cachorro do meu marido.

    ResponderExcluir
  4. Todo mundo conversa com cachorro!
    Se o tem é porque gosta , então conversa é normal e salutar para ambos.
    Só não apoio os exageros com os pets!
    Tipo viver com ele no colo, beija-lo ,dormir junto,etc…
    Esquecendo que é um pet ,e o tratando-o como gente!
    Aí já é caso para um psicólogo!
    Tem gente que faz por pet , o que não faria por um ser humano, o que não é normal.
    Nenhum outro animal na face da terra , prefere um de outro tipo, mais do que aos do seu, não é natural!
    Podem até se relacionar , mas sempre é relacionamento secundario.
    Lembro que entre as loucuras que fiz na juventude , foi uma campanha na qual,com um grupo de amigos, invadiamos uma exposição de gatos de luxo,no shopping iguatemi, aos gritos de "troque seu gato de luxo por uma criança pobre!" ,
    É obvio que fomos expulsos pela BM!
    Conforme fui avançando na idade, paralelamente, passei a me relacionar melhor com pets.!
    Coisas da idade!..
    Sim !
    Falo com cães . e eles repondem com olhares enigmáticos!.

    paizote

    ResponderExcluir
  5. Com o seu cachorro, gato, periquito, papagaio, capivara... enfim, com o seu animal de estimação?

    ResponderExcluir
  6. Aprendi com treinador que cães são monossilabicos.
    Por isso treinam a maioria em alemão.
    A primeira palavra que ensino é NÃO.

    ResponderExcluir
  7. Tudo muito engraçado mesmo!

    ResponderExcluir
  8. Também tenho mania de conversar com meus bichos de estimação. As minhas galinhas, lá do sítio, vão morrer de velhas. Não deixo matar. Toda vez que chego, faço questão de contar uma por uma, para ver se está faltando uma das minhas penosas. Com meus cachorros igualmente mantenho bons diálogos. Outro dia, depois de uma viagem, perguntei ao Pafúncio (um de meus três cães) se ele não tinha melhor coisa a fazer a não ser me trazer a bolinha pra jogar e ele ir buscar, às carreiras.
    Ele respondeu: - Que tal sairmos, tomarmos uma cerveja bem gelada e depois o senhor me arranjar uma cadela?
    Aparecido Raimundo de Souza, de Ladainha, Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  9. Aparecido, sem graça nenhuma! É para rir ou chorar este texto ? ....

    ResponderExcluir
  10. Meu caro Heitor. Boa tarde. "Entonces". A escolha é sua. Pode rir, pode chorar. Eu mesmo morri de rir de vergonha, ao me questionar se havia escrito mesmo esta papagaiada. E acredite, foi o próprio Pafúncio, meu cachorro, quem me respondeu. Ele disse: - Que isto véiii...??!!
    Aparecido Raimundo de Souza, de Belo Horizonte nas MInas Gerais.

    ResponderExcluir
  11. É !!! Mas foi Vc quem escreveu. “Entonces” tudo certo.

    ResponderExcluir
  12. Kikikikikikikikkikikikikki... Tudo certo, meu jovem amigo. Fica na paz.
    Aparecido Raimundo de Souza, de Abadiânia GO.

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-