quinta-feira, 14 de março de 2019

Ainda sobre o pobre e atacado Estadão. Só uma capa

Souberam, claro!, do comunicado  do Mediapart que o Estadão EXIBIU, aos oito ventos, em que aquele se solidarizava (?!) com o pobre Estadão pelo ataque a uma das suas jornalistas.


Mediapart apoia os jornalistas brasileiros perante as mentiras de Bolsonaro

O post de um assinante do Mediapart foi usado pelo presidente do Brasil Jair Bolsonaro para tentar desacreditar as investigações sobre a sua equipa. Estamos reiteradamente solidários com as investigações dos jornalistas brasileiros, sabendo que as afirmações deste post são falsas.

Reparou na sordidez do título??

Esse site tem como fundador e publisher um cara de extrema-esquerda, islamo-esquerdista, como afirmei aqui.

E, com a má-fé e desonestidade que caracteriza essa cambada, o site hospedeiro (Mediapart) APAGOU o post... de um assinante!

Curiosa e coincidentemente, eis a capa da revista semanal ‘Valeurs Actuelles”, nº 4292, de 28 de fevereiro a 6 de março de 2019 que clarifica quem é o fundador e publisher do Mediapart. 

Benoît Hamon, candidato do Partido Socialista Francês nas últimas eleições presidenciais francesas (2017), Edwy Plenel, o dono do Mediapart, Tariq Ramadan, ativista islamista (que mora na affreuse Suíça e conta com a apaixonada defesa, na França, de Edwyzinho)
Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-