terça-feira, 14 de maio de 2019

Polícia investiga ofertas de táxi no desembarque do Galeão

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Vinícius Lisboa

Uma operação da Polícia Civil no Aeroporto Internacional Tom Jobim do Rio de Janeiro terminou hoje (14) com 17 pessoas conduzidas à delegacia para prestar depoimento sobre um suposto grupo criminoso que atua de forma irregular oferecendo corridas em carros não credenciados. Os detidos foram liberados, e as investigações continuam.

Segundo a Polícia Civil, a Delegacia de Atendimento Policial do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Dairj) agiu para identificar e desarticular um grupo que atua no Galeão em uma função irregular conhecida como "jóquei". A Polícia Civil afirma que eles abordam passageiros no setor de desembarque oferecendo corridas em táxis não credenciados e, em alguns casos, em carros particulares comuns.

As investigações apontam que o grupo também praticou crimes de ameaça, constrangimento ilegal, injúria e lesão corporal contra outros taxistas que paravam no local, carros credenciados e, até mesmo, seguranças do aeroporto.

O inquérito apura ainda se os jóqueis cometeram crimes de estelionato, exercício irregular da profissão e crimes contra as relações de consumo e a economia popular.
Título e Texto: Vinícius Lisboa; Edição: Valéria Aguiar, Agência Brasil, 14-5-2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-