sábado, 10 de outubro de 2020

Covid-19 : un cadeau de Noël empoisonné ? – JT du vendredi 9 octobre 2020

Generoso leitor, mesmo que não domine a língua francesa, vale a pena assistir à intervenção do ministro da Saúde francês. Pois o leitor, que, no mínimo, já leu um livro (de poche) sobre a linguagem corporal perceberá logo: é muita dicção, muito biquinho… e a culpa/responsabilidade é dos franceses que, porra!, se reúnem em família! 

"Au sommaire de ce journal, les annonces hebdomadaires d’Olivier Véran. Pour la quatrième semaine consécutive, le ministre de la Santé a renforcé les restrictions dans plusieurs grandes villes de France, à deux semaines des vacances de la Toussaint. 

Nous évoquerons également les péripéties du garde des Sceaux, Eric Dupond-Moretti. Plusieurs plaintes ont été déposées contre lui fragilisant un peu plus sa position au gouvernement. 

Enfin, nous nous intéresserons au casse-tête Suez-Engie-Véolia en passe de devenir une véritable affaire d’Etat."

Relacionados:
Casos de covid-19 batem recorde na França
Covid-19 : Macron largement désavoué par les Français pour sa gestion de la crise
Partido de Macron tenta atrapalhar ratificação do acordo UE-Mercosul

Um comentário:

  1. A esquerda e extrema-esquerda que governam Portugal já vieram dizer que o Natal etecetera e tal, corroborado pelo seu maior porta-voz, a Inutilidade, que disse que "é preciso repensar o Natal em família"!

    Pois eu acho que os portugueses precisam repensar a existência, o CUSTO e a utilidade da presidência da República!

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-