sábado, 22 de abril de 2017

[Enigma policial] Jantar de negócios


O Jaime e o Pedro são sócios numa empresa de informática e amigos há 20 anos. Depois de um desentendimento, o Pedro decidiu acabar com a sociedade, mas o Jaime convidou-o para jantar em sua casa, na esperança de resolverem o problema.

Quando o Pedro chegou, o Jaime estava a preparar o jantar e os dois amigos ficaram na cozinha a conversar. Enquanto o Jaime cozinhava, o Pedro fez uma caipirinha para cada um: dois copos com gelo até acima. Cheio de sede, o Jaime bebeu a dele e logo a seguir pediu ao Pedro que lhe fizesse outra
- Estás mesmo com sede! Eu ainda nem sequer bebi metade – comentou Pedro.
- É que antes de tu chegares estive a provar o piripíri. Queria acertar com a quantidade que precisava pôr na carne. E estava muito puxado, por isso prepara-te… Também vais beber muito ao jantar.

O Pedro preparou uma segunda caipirinha para o Jaime, que a bebeu quase de imediato.
- Ah, estava mesmo boa. Ninguém faz caipirinhas como as tuas.
- Já te disse qual é o segredo: tens de esmagar bem a lima.

Quando foram para a mesa, o Pedro comeu muito pouco. Disse que estava a ficar maldisposto. De facto, sentia-se tão mal que nem quis sobremesa ou café. Foi para casa, mas não chegou ao destino. Já na rua deu meia dúzi de passos e caiu no chão, morto.

No dia seguinte, logo de manhã, a polícia apareceu em casa do Jaime e prendeu-o. O Pedro morrera envenenado. A polícia perguntou qual tinha sido a ementa do jantar e o Jaime descreveu-a: carne com piripíri e caipirinhas. A polícia desconfiou das bebidas, mas o Jaime defendeu-se:
- Não pode ser. Foi o Pedro que fez as caipirinhas e além disso ele bebeu só uma e eu bebi duas. Só se foi suicídio…

Não. O Pedro não se suicidou e o veneno estava mesmo nas caipirinhas.

[Como é possível que o Pedro tenha morrido e o Jaime não?]

Título e Texto: Joana Pereira da Silva, Maria João Vieira, Renato Rocha

Um comentário:

  1. Solução:

    “O veneno não estava nas caipirinhas mas sim no gelo. Como o Jaime bebeu as duas caipirinhas muito depressa, o gelo não se derreteu e o veneno não passou para a bebida. Como o Pedro levou muito tempo a beber a sua caipirinha, o gelo derreteu e a bebida ficou envenenada.”

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-