domingo, 15 de setembro de 2019

[As danações de Carina] Pequenos pedacinhos de mim mesma – Parte três.

Carina Bratt

1 Minha história
Sou aquilo que sou. Por mais que as pessoas tentem mudar meus planos de existência, jamais me transformarei naquilo que elas gostariam que eu fosse. Dentro de mim mesma, na solidão que afaga meus passos, me fiz única... E desde então, na incerteza dessas estradas que se descortinam diante de meus horizontes, eu sigo feliz, realizada, completa e refeita. Sou, de fato, aquilo que sempre desejei ser: eu mesma, solta dentro de nós.

2 Autossuficiente
Busque controlar as batidas do seu próprio coração e deixe que das pancadas do meu (apesar de descompassadas), eu cuido sozinha.

3 Quem souber, responda
Se o inferno está cheio de boas intenções, do que estaria repleto o que nos dizem ser o paraíso?

4 De repente...
A porta de meu quarto se abriu sozinha e eu me assustei. Quando tentei fechá-la, não consegui.  Atônita, pulei pela janela da sacada e caí estatelada, num outro sonho que ainda não havia sonhado.

5 Sem saída
O mais distante que consegui me afastar dos meus medos, foi o de me aproximar ainda mais da minha louca e desvairada imaginação.

6 Impossível
Não tente me entender. Não conseguirá! Essa loucura seria como você se virar do avesso mordendo a sua própria imbecilidade.

7 Para refletir
O verdadeiro amor está dentro de nós. Em nenhum outro lugar o encontraremos. Lembra sempre e guarde essas palavras, minha amiga: existe um príncipe encantado perdido por aí, todavia, bolinando em nossas quimeras e querendo, de alguma forma esplendorosa, aflorar na magia dos nossos corações em festa. Basta que o deixemos entrar...

8 Faltavam essas palavras para ser completo o pensamento
O francês Alphonse Karr dizia que “os olhos são a janela da alma”. Ao que acrescentei, por conta e risco... E o coração a chave e o destino, à porta, entrada que se abrirá para que, por ela, ingresse a plenitude do nosso sucesso.

Charada (1 028)

Sônia tem, no armário,
10 sapatos pretos
e 10 sapatos brancos.
Qual o
menor número de sapatos
que ela deve tirar do armário,
sem olhar,
para ter a certeza de que
tirou um par da mesma cor?


Charada (1 027)



Analisando as seguintes
operações,
qual o resultado que falta?

Cavalo + Cavalo + Cavalo = 30
Cavalo + Ferradura + Ferradura = 18
Ferradura – Bota = 2
Bota + Cavalo x Ferradura = ?

Charada (1 026)

Juliana é irmã da prima
do irmão de Guilherme.
Considerando que Guilherme
tem um único irmão e Juliana
tem uma única irmã,
qual das seguintes afirmações
está correta?

a) Juliana não é prima de Guilherme;
b) Guilherme é irmão de Juliana;
c) Guilherme tem apenas uma prima,
d) Guilherme tem pelo menos duas primas;
e) Juliana tem apenas um primo.

Flagrante do Brasil, não, do mundo, antes de Jair Bolsonaro vencer as eleições no Brasil:

[Pernoitar, comer e beber fora] Restaurante Casa Bastos, em Lamego

O mais correto será denominar de tasca, porque é isso que o ‘restaurante’ Casa Bastos é. Sem qualquer desdouro.


Pois bem, nele adentramos, o jovem DT e eu, às 19h50 de uma noite de quarta-feira do mês de setembro de 2019. Na área externa havia uma lousa com o menu... Todavia, nenhuma dessas opções nos foi oferecida pela patroa quando veio nos atender. Pelos vistos não existe ementa impressa na casa.

Vamos começar do princípio. Quando entramos, um senhor, que nos perguntou se era para jantar, nos indicou uma mesa ali no canto.

Junto ao balcão, estavam uns senhores animados, pelos vistos terminando o happy hour... o restaurante é pequenino, uns vinte lugares – a menos que haja outra sala que não percebi.

O senhor que nos atendeu, disse-nos que estava indo à farmácia e voltaria logo (!?). Mas, enquanto esperávamos o senhor voltar da farmácia, uma senhora se aproximou (era a esposa do senhor que foi à farmácia) e nos ‘apresentou’ o menu verbalmente... e então aceitamos a sugestão de um misto (duas bifanas e duas entremeadas, com batata frita e salada de alface e tomate).

Informei que iria beber um vinho tinto e perguntei se era bom. A senhora respondeu mais ou menos assim: “Ai, é bom sim, senão estes senhores não estariam aqui!” 😊

Aí, enquanto esperávamos a confecção do pedido, chegou um senhor, bebeu um copo de vinho branco ao balcão, e veio nos trazer os pratos, guardanapos de papel (maiores do que os da Casa do Sardo) e talheres. Deduzimos ser o filho.

sábado, 14 de setembro de 2019

[Livros & Leituras] Você e eu somos simples apenas quando o mundo se comporta

Jordan B. Peterson

Quando as coisas quebram, tudo aquilo que foi ignorado emerge. Quando não são mais especificadas com precisão, as paredes ruem e o caos se faz presente.

Quando agimos de forma imprudente e deixamos que as coisas degringolem, tudo aquilo que nos recusamos a prestar atenção se acumula, adota a forma de uma serpente e ataca – geralmente no pior momento possível. É então que podemos ver do que a intenção focada, a precisão de meta e a atenção cuidadosa nos protegem.

Imagine uma esposa leal e honesta que de repente se vê confrontada com evidências da infidelidade do marido. Ela vive com ele há anos. Ela o via como presumiu que ele fosse: fiel, trabalhador, amoroso e confiável. Ela se apoia em seu casamento como em uma rocha, ou pelo menos é no que acredita.

Mas ele se torna menos atencioso e mais distraído. Ele começa, como dita o clichê, a trabalhar até mais tarde. Pequenas coisas que ela diz o irritam sem justificativa.

Um dia ela o vê em um café no centro da cidade com outra mulher, interagindo de uma maneira difícil de racionalizar e ignorar. As limitações e imprecisões de suas percepções anteriores se tornam imediata e dolorosamente óbvias.

Sua teoria sobre seu marido desmorona. O que acontece em seguida? Primeiro, algo – alguém – emerge em seu lugar: um estranho assustador e complexo. Isso por si só já é ruim o bastante. Mas é apenas metade do problema. Sua teoria sobre si mesma também desmorona, como resultado da traição, então o problema é que não há apenas um estranho: são dois.

Seu marido não é quem ela imaginava – mas ela também não, agora é a esposa traída. Ela não é mais a “esposa segura e bem-amada e a parceira valorosa”. Estranhamente, apesar de nossas crenças na permanente imutabilidade do passado, ela pode jamais ter sido.

O passado não é necessariamente o que era, mesmo que já tenha acontecido. O presente é caótico e indeterminado. O chão continuamente se move sob os pés dela, e sob os nossos.

Veja, brasileiro, como a imprensa portuguesa propaga as bizarrices de uns tantos malandros de esquerda

Na SIC Notícias:

A filósofa e escritora qualifica a política de Bolsonaro de "triste" e "deprimente".
A filósofa e escritora Márcia Tiburi [foto], que deixou o Brasil por ameaças de morte, alertou hoje, durante o Festival Internacional de Literatura de Berlim, que viver no país tem sido para muitos uma "experiência mortal".
Blá-blá-blá

Na tvi24:
Blá-blá-blá

Nota do Editor:
1) O blá-blá-blá é semelhante, pois trata-se de texto da agência portuguesa de notícias Lusa, de esquerda!;
2) Em nenhum momento, é informado o passado político-ideológico destes personagens que andam pela Europa e EUA disseminando ódio pelo Brasil, pois que a SERVIÇO de uma ideologia funesta e perdedora.
Dizem que a mulher é filósofa, com o intuito de a vender como uma pessoa sensata, sábia... o que, definitivamente, ela não é.

Marcia Tiburi filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT) no dia 6 de março de 2018 após almoço com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Anteriormente, a filósofa fez parte dos quadros do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) entre 2013 e 2017.

Em maio de 2018, membros do PT decidiram que Marcia Tiburi seria a candidata da legenda ao Governo do Estado do Rio de Janeiro nas eleições de 2018 no lugar de Celso Amorim que, até então, era apontado como o candidato a governador do Rio de Janeiro do partido.

A pré-candidatura de Marcia à sucessão de Luiz Fernando Pezão foi homologada no dia 15 de junho de 2018 em reunião do diretório regional do PT.

Pinguins

José Bento Silva



Nota muito importante, caso nunca tenham reparado: os lunáticos aparecem sempre com voz melíflua, parecem uns anjos… mas são na verdade um NOJO de gente!
Título e Texto: José Bento Silva, Blasfémias, 14-9-2019

Tempos sem ironia

José António Rodrigues Carmo

Há dias, no carro de pessoas de esquerda, dando indicações sobre o itinerário, fui fazendo algumas ironias e piadas sobre o "virar à direita". Gosto do sentido de humor e aprecio pequenas provocações sobre futebol, ideologia etc.

Mas sei, por experiência própria, que o sentido de humor anda pelas ruas da amargura. As pessoas irritam-se e carregam o semblante, parece que agora tudo é sagrado.

Nesta nova era da correção política, há temas que não admitem brincadeiras, é como se de repente o mundo estivesse pejado de beatas. As pequenas brincadeiras discursivas são encaradas como blasfêmias e os seus autores tratados como pecadores impenitentes e malévolos.

Com o clima, com o Trump, com os gêneros, com "as minorias", etc etc., não se brinca.

Há dias, no único debate que calhei a ver, entre Rui Rio e André Silva, do PAN, o Rio ia sorrindo, mas o André, com o olhar fuzilante e expressão carrancuda, tudo encarava como se fosse o apóstolo de uma qualquer religião, o pregador da Grande Verdade.

Curiosamente é a mesma atitude da Catarina Martins, do Jerónimo, e de todos os evangelistas que acreditam que possuem a "Verdade" e que os ímpios que com elas brincam, merecem, no mínimo a flagelação e a lapidação, além de arderem no Inferno, claro.

Esta gente anda sempre séria, de cara carregada, de emergência em emergência, numa incessante pregação de virtude e intolerância ao pecado.

São exatamente como as típicas beatas de aldeia, que bufam, se benzem e se indignam quando alguém diz ou faz algo que brinca com a sua ortodoxia.

Vendas aumentam 12% em quatro dias na Semana do Brasil

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Mariana Tokarnia

Em quatro dias, as vendas no varejo em todo o país registram crescimento nominal de 12%, de acordo com balanço divulgado hoje (14) pela Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República. O crescimento foi registrado entre os dias 6 e 9 de setembro, no início da campanha Semana do Brasil. De acordo com a Secom, os resultados superaram as expectativas. A Semana do Brasil segue até amanhã (15).

A campanha visa a estimular as compras, com promoções e descontos especiais, gerando resultados positivos para a economia do país. Ao todo, mais de 4,5 mil empresas dos setores varejista, imobiliário, de publicidade e de comunicação participam da iniciativa, como a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), empresa pública do governo federal. Esses meios de comunicação veiculam mensagens publicitárias sobre a campanha.

Segundo o levantamento feito pela empresa de serviços financeiros Cielo, para a alta de 12% nas vendas contribuíram os setores de cosméticos, que registraram aumento de 19%; móveis e eletrônicos, com crescimento de 16%; supermercados, com 13%, e vestuário, com 7%. O crescimento foi medido em comparação às médias de dias regulares do primeiro semestre de 2019.

Oposição pede CPI para investigar suposta articulação entre procuradores e Moro na Lava Jato

Agência Câmara

Líderes da oposição protocolaram nesta quinta-feira (12) pedido de criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar "a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os membros da Procuradoria da República no Paraná e o então juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, tornada pública pelo site The Intercept, no mês de junho deste ano" (RCP 5/19).

Foto: Pablo Valadares/Agência Brasil
A série de matérias com o conteúdo do vazamento das supostas mensagens trocadas entre Moro e os procuradores ficou conhecida como "Vaza Jato". Após a conferência de assinaturas do requerimento de criação da CPI, a Mesa Diretora da Câmara identificou 175 apoiadores, quatro a mais do que o necessário.


Para que a CPI seja criada, o requerimento deve ser lido em Plenário.
Título e Texto: Agência Câmara, 13-9-2019, 19h18

Falsidade

Nelson Teixeira

A falsidade atrasa, amargura e corrói o coração, trazendo para nós a escuridão do caminho, porque nos leva à mentira fazendo um círculo vicioso de muita tristeza e lamento.

Se a falsidade faz morada em seu caráter, é hora de refazer o caminho na sinceridade e no amor.

Os falsos não caminham, ficam estagnados na escuridão de seus próprios lamentos. É melhor usar a sinceridade mesmo que ela magoe, do que a falsidade que corrompe o caráter e a moral.

Use sempre a verdade como princípio básico para caminhada e seja sincero com as pessoas que encontrar e consigo mesmo, assim verás o quanto pode se tornar melhor sem as amarras da falsidade.
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 14-9-2019

Charada (1 025)

Quando é que a
palavra ÓCULOS
se transforma,
respectivamente, nos
sinônimos
de DOIDOS
e de BEIJO?

Charada (1 024)

Quanto é 10%
de 10%?

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

[Pernoitar, comer e beber fora] Muralha Charm House, em Lamego

A Muralha Charm House é um espaço de Turismo de Habitação, localizado no centro da cidade de Lamego, no Douro Vinhateiro. É um espaço carregado de cultura e história, encostado à muralha do Castelo de Lamego, com acesso por duas artérias seculares: a Rua da Cisterna e a Rua de Almacave.


Aliada à oferta de serviços de alojamento, numa unidade citadina de charme, às portas do coração do Douro Vinhateiro, está a aposta no Enoturismo com um foco especial no espumante. Ao mesmo tempo oferece serviços de taparia e espumantaria, num Rooftop com uma vista soberba sobre a cidade de Lamego e a mata da Nossa Senhora dos Remédios e respectivo Santuário.

Nem sei porque ou como fomos lá parar! Reservei via Booking.com


Quando chegamos ao “espaço”, dentro do horário avisado previamente, tocamos a campainha e ninguém para atender! Esperamos alguns largos minutos. Telefonamos para um número de celular que, tenho quase a certeza, é da funcionária.


Enfim, para encurtar a história, depois de uma boa meia hora (ou mais) apareceu uma senhora que, posteriormente, soubemos ser a proprietária. Pediu ‘imensas desculpas’. Enquanto se comunicava com o jovem DT este locutor que vos fala, muito puto, não emitiu um sonzinho sequer.

[Viagens e Destinos] Lamego

Lamego é uma cidade portuguesa no Distrito de Viseu, Região Norte e sub-região do Douro, com cerca de 12 214 habitantes (2011), sendo a segunda maior cidade do distrito.

O município está situado na margem sul do rio Douro, fazia parte da província tradicional de Trás-os-Montes e Alto Douro e, segundo alguns, fazia parte da Beira Transmontana, da qual era a principal cidade. Considerada uma cidade histórica e monumental, pois possui uma grande quantidade de monumentos, igrejas e casas brasonadas, sendo também uma diocese portuguesa.

Cidade antiquíssima, datando já do tempo dos romanos, foi reconquistada definitivamente em 1057 por Fernando Magno de Leão aos mouros; quando os distritos foram instituídos em 1835 por uma reforma de Mouzinho da Silveira, Lamego foi inicialmente prevista como sede de distrito; mas nesse mesmo ano a sede do mesmo foi deslocada para Viseu, devido à sua posição mais central.

Foi em Lamego que teriam decorrido as lendárias Cortes de Lamego, onde teria sido feita a aclamação de D. Afonso Henriques como Rei de Portugal e se estabeleceram as "Regras de Sucessão ao Trono".

É sede da diocese de Lamego (a única diocese portuguesa que não corresponde a uma capital de distrito), e no concelho são numerosos os monumentos religiosos, dos quais se destacam a Sé Catedral, a Igreja de São Pedro de Balsemão e o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, que dá também o nome à Romaria anual cujo dia principal é o 8 de setembro, que é também o feriado municipal.

Passamos por Lamego dias depois da Romaria anual – a cidade ainda mantinha as decorações pertinentes –, cidade pequena, pacata e cheia de igrejas, capelas e outros monumentos cristãos.
Vale a visita!

Eis algumas fotos:



LIVE com o presidente Bolsonaro, 12 de setembro de 2019


Relacionado:

Incêndio em hospital no Rio deixa pelo menos dez mortos

Vitor Abdala

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O incêndio que atingiu na noite de ontem (12) o Hospital Badim, na zona norte do Rio de Janeiro, deixou pelo menos dez mortos, segundo o Corpo de Bombeiros. Os bombeiros já concluíram o trabalho de busca por vítimas dentro da unidade particular de saúde.

Havia mais de 100 pacientes no local, no momento do acidente, e 90 deles tiveram que ser transferidos para outros hospitais. Durante a retirada, vários pacientes chegaram a ser acomodados na própria rua.

Eles foram transferidos para os hospitais Israelita Albert Sabin, Municipal Souza Aguiar, Copa Dor, Quinta Dor, Norte Dor, Caxias Dor e São Vicente de Paulo.

Quatro bombeiros também passaram mal durante a operação de combate ao incêndio e resgate de vítimas e foram encaminhados para o hospital dos bombeiros.

A Rua São Francisco Xavier, em frente ao hospital, que estava interditada para a retirada dos pacientes e o trabalho dos bombeiros, foi liberada ao tráfego agora de manhã.
Título e Texto: Vitor Abdala; Edição: Graça AdjutoAgência Brasil, 13-9-2019, 7h21

Relacionados:

Mitridização

Péricles Capanema

Desde 9 de junho último a população de Hong Kong reage energicamente, no fundo, contra a crescente ingerência do Partido Comunista Chinês (PCC) na vida pública da antiga colônia britânica, com repercussão óbvia na vida privada de seus habitantes.

Manifestantes de Hong Kong empunham guarda-chuvas e bandeiras dos EUA para pedir ajuda
Mais proximamente, a reação visa projeto de lei que permite a extradição de cidadãos de Hong Kong para a China para lá serem julgados por um Judiciário sem autonomia. Ou, por outra, mais claro, permite que opositores do Partido Comunista Chinês sejam entregues ao governo de Pequim para, dependendo do caso, exílio interno, isolamento, tortura, encarceramento, prisão e morte.

Alguns marcos úteis. Depois de 156 anos de governo colonial inglês, em 1º de julho de 1997 foi entregue à China a soberania e a administração de Hong Kong, então com 6,5 milhões de habitantes, que passou a ser parte integrante da República Popular da China. Com algumas condições, sintetizadas na fórmula “dois sistemas, um Estado”, por 50 anos, portanto, até 2047, manter-se-ia autônoma a administração e intacto o regime econômico então vigente. Já se foram 22 anos, faltam 28 para o processo se completar. Contudo, a China vem desrespeitando o tratado, desidrata cada vez mais a autonomia da “região administrativa especial”. O garrote sino sufoca liberdades e outros direitos, alarmando a população da cidade e o mundo em geral.

Já em 2014, na chamada revolta dos guarda-chuvas, houve 79 dias de protestos contínuos nos arredores da sede do governo. Os guarda-chuvas abertos evidenciavam a determinação da população de permanecer sob a chuva, sem arredar pé, reclamando liberdade, eleições livres, autonomia verdadeira.

Imprensa seletiva

José Pedro Aguiar Branco

A Ana Gomes foi ontem constituída arguida no processo crime que lhe instaurei por difamação em 2013. Cobardemente, refugiou-se no privilégio da imunidade como eurodeputada para evitar até ao limite do possível a sua constituição como arguida.

A constituição como arguida acontece quando os factos conhecidos indiciam a prática do crime em causa.

A imprensa, em particular as televisões, deram-lhe sempre palco para ela expressar todas as alarvidades que a imaginação e o fraco carácter pateticamente debitassem contra mim.

Ontem, não obstante o conhecimento público da sua constituição como arguida, nas televisões, apenas e timidamente, aqui e acolá, e não em todas, uma curta nota de rodapé e na imprensa escrita, a candura da expressão, dubitativa para os menos conhecedores do direito, de “ouvida como arguida” em vez da sempre habitual “constituição como arguida “ com que brindam seletivamente a quem importa atingir como alvo!!
E assim se vai destruindo a democracia...


Título e Texto: José Pedro Aguiar Branco, Facebook, 13-9-2019

Rio de Janeiro registra temperatura mais alta do inverno

Termômetros marcaram 41,6°C na zona norte às 14h

Douglas Corrêa

A cidade do Rio de Janeiro registrou ontem (12) a temperatura mais alta do inverno, com os termômetros assinalando 41,6° Celsius (C) na estação meteorológica de Irajá, na zona norte, às 14h. De acordo com o Sistema Alerta Rio, a sensação térmica atingiu 48,5°C, às 14h15m, também na estação de Irajá.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
“A atuação de um sistema de alta pressão manteve o tempo estável no município do Rio nesta quinta-feira. O céu variou entre claro e parcialmente nublado, com registro de névoa úmida em pontos isolados no início da manhã, sem chuva. Os ventos ficaram fracos a moderados e as temperaturas apresentaram elevação acentuada em relação ao dia anterior”, informou o Sistema Alerta Rio.

Para esta sexta-feira (13), o tempo vai mudar com a chegada de uma frente fria, que virá precedida de vento moderado a forte, com rajadas, soprando de sul para sudoeste. O céu ficará parcialmente nublado a nublado, com chuva fraca a moderada, em áreas isoladas. A temperatura entrará em declínio, com a temperatura máxima, ficando em torno dos 32°C, informa Alerta Rio.

Ainda segundo o Alerta Rio, no sábado (14) a frente fria começa a se deslocar para o oceano, mas ainda poderá chover fraco em áreas isoladas a qualquer hora do dia. No domingo (14), o dia começa com céu nublado a parcialmente nublado, mas sem chuva. A temperatura entra em elevação, com a máxima, podendo chegar aos 35°C.
Título e Texto: Douglas Corrêa; Edição: Fernando FragaAgência Brasil

Dinheiro da Lava Jato deve financiar estação de metrô no Rio

A expectativa é do governador Wilson Witzel

Vladimir Platonow

O dinheiro recuperado por meio de acordos de leniência ou colaboração com réus da Operação Lava Jato no Rio poderá ser utilizado para terminar as obras da Estação Gávea, que faz parte de um ramal da Linha 4 do metrô. A expectativa foi transmitida pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que disse ter recebido aval do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, para investir os recursos na obra, que deveria ter ficado pronta para os Jogos Olímpicos de 2016.
Witzel chegou a anunciar que iria aterrar, a um custo de até R$ 40 milhões, as escavações já feitas para a estação, o que despertou muitas críticas entre especialistas em mobilidade urbana.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
O ramal foi projetado para se ligar, futuramente, à Estação Uruguai, na Tijuca, mudando completamente a dinâmica atual das linhas do metrô, permitindo que o passageiro embarque na zona norte da cidade diretamente para a Barra da Tijuca, sem precisar passar por dezenas de estações, ao longo do centro e da zona sul.

“O mais importante é que já há consenso. Devemos prosseguir, devemos fazer a obra, devemos encontrar os recursos, que virão da Justiça Federal, provavelmente, que são objeto de desvio. Então nada mais justo que eles sejam ali empregados”, disse o governador, durante um evento no Tribunal de Justiça, nesta quinta-feira (12).

Witzel disse que já conversou com Bretas, que concordou com o repasse das verbas para serem aplicadas nas obras do metrô, embora não se tenha ainda o valor exato a ser disponibilizado. “O doutor Marcelo Bretas disse que não sabe exatamente o valor, mas que pode ser que chegue a R$ 1 bilhão. Mas esse dinheiro não está depositado, ele tem um fluxo de caixa. Existe hoje talvez R$ 300 milhões, e esse valor é metade para a União e metade para o estado. Estamos conversando com a AGU [Advocacia Geral da União], pedi a intervenção dos nossos senadores, para conseguirmos 100% deste valor e darmos início imediato a essas obras. Eu acredito que, mais alguns dias, nós vamos ter uma solução”, declarou Witzel.

[Aparecido rasga o verbo] Terra sonâmbula

Aparecido Raimundo de Souza

O BRAZZIL, COMO JÁ DISSEMOS em textos anteriores (e aqui voltamos a bater na mesma tecla e açoitaremos quantas vezes mais for preciso), é aquela localidade fora do mapa, rincão sem lei, sem regra, sem princípio de norma para seguir. Lugar sem inventário, sem pauta, projeto cambeta, afastado e completamente distanciado dos limites de uma nação séria e sem máculas. Nessa gleba de ninguém, proliferam a céu aberto, a olhos vistos, todos os puteiros do mundo e suas trocentas variantes de iguarias com nomes os mais estrambólicos. Está localizado, esse solo de bestas-feras, nas zonas onde a devassidão e o meretrício abundam em seu grau máximo.

Não só o meretrício, igualmente os meritíssimos, vestidos com as roupas e as insígnias que compõem a toga ordinária da justissa (aquela outra piranha que usa uma venda na fuça) em nome da “Desconstituição Federal”, enlameando de bosta fedorenta as nossas paragens, tornando-as, no fim da história, em mil outras vagabas gostosamente piranhudas. Em grosso expressar, em meretrizes que, por dinheiro, fazem barba, cabelo, bigode, e, se duvidar, cavanhaques e sobrancelhas com a mesma destreza e convicção.

Na capital Brazzília, conhecida como o Grande Avião Pousado, se concentram os velhacos, os fraudulentos, os manhosos, os bilontras e as lombrigas, os vermes, usque os cânceres etiquetados e carimbados de parlamentares ou, dito de forma mais amena, os nossos representantes legais, ou nossos aleivosos e pérfidos deputados federais, os nossos apócrifos senadores da República, os nossos dúbios e temidos miSInistros… Enfim, uma feira livre, onde uma leva gigantesca de filhas e filhos da puta que, em grossa expressão, não passam ou não vão além de meras desgraças nossas de cada dia.

Vamos dar um exemplo. O STJ, Superior Tribunal de Jumentos prevê um gasto de setecentos e vinte e sete mil reais na reforma de um imóvel de um desses inescrupulosos que chamamos de “ministro” e o tratamos pela pompa de “excelência” (excelência é a puta que pariu). A reforma do imóvel dessa lombriga malparida, no Lago Sul, inclui uma área para churrasqueira, uma piscina com painel eletrônico, e pasmem amados, trinta e quatro mil reais só em instalação de aparelhos de ar condicionado. Essa notícia saiu no jornal O “Estadão” do dia 13 de agosto deste ano (ou exatos trinta dias atrás) e tem a assinatura do jornalista Patrik Camporez. Quem quiser conferir, basta acessar o link. Inclusive, traz uma foto da choupana que deverá ser ocupada por esse verme, perdão, por sua reverendíssima Excelência.

Foto: Dida Sampaio/Estadão
“Janjão Farinjeta”, nome artístico de Alceu Alves de Aquino, um comediante surgido dos cafundós do Paraná, pincelou, em começo de carreira, esses porcos do epicentro como “parlamencagares”, “deputacagados federais” e “sarnadores da república”. Segundo ele, sarnadores, por causa das sarnas que carregam no corpo; e, para piorar, propagam aos seres humanos, ainda que vacinados. Os sarnadores são acometidos pela praga da coceira, com salpicos de titica fétida para os nossos lindos e ordinários “miSInistros”.

Charada (1 023)

Lourenço é filho da
minha avó, mas eu não
sou filho dele. Então,
eu sou tio, neto,
sobrinho ou irmão
do Lourenço?

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

[Para que servem as borboletas?] POR QUE A TUTELA, velhinhos e velhinhas do Aerus?

Valdemar Habitzreuter

Por que o governo tem de tutelar por nós? Por que tem de assumir esta responsabilidade? É Justo ou injusto?

Um outsider poderá até achar injusto, mas porque não vive nossa agonia e não participou das lutas que tivemos por longos anos para reaver o que injustamente nos foi surrupiado e que a Justiça ratificou como de direito…

Não podemos duvidar um instante sequer de que é mais do que justo a tutela. Por quê?  Simplesmente porque o governo matou nossa galinha de ouro - a Varig - e destruiu, em consequência, nosso ninho, nossa fonte de sustento - o Aerus. Simples assim.

E até hoje o governo não moveu uma palha sequer para pagar a indenização devida à Varig em que o Aerus seria o maior beneficiado.

Estamos forçando argumentos? Pode até ser. Afinal, somos a parte lesada nessa história...

Mas, qual é o argumento consistente da União? Diz ela que já pagou a nós aposentados bilhões... como tutela e, por isso, vai parar de pagar, alegando ter injetado dinheiro mais que o suficiente no Aerus. E mais: A ex-Varig deve mais à União do que ela à Varig…

É aí que está o busílis da questão. Não resta dúvida que já recebemos como tutela em torno de 2,5 bilhões e que a Varig é devedora de muitos bilhões à União. Mas, são estes os argumentos consistentes que a União quer nos empurrar goela abaixo?

Num lance superficial d’olhos, a União tem razão. Mas, um lance d’olhos desses não só é superficial como também irresponsável e, diria, até, criminoso. E foi, justamente, um lance desses que a AGU teve ao propor a suspensão da tutela acatado por um juiz…

Pois bem, nossos argumentos: Em primeiro lugar, está-se desrespeitando a Justiça que determinou a tutela. Por que passar por cima de um decreto judicial que viu em pessoas idosas a dificuldade de se manter e que precisam de tutela?

Charada (1022)

Qual das
opções disponíveis
completa
a seguinte sequência?

Papa, ______, Arcebispo, Pároco.


a) Bispo;
b) Monsenhor;
c) Diácono;
d) Cardeal

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Charada (1 021)

Dora e Diana
receberam, cada uma,
uma caixa de bombons.
Cada caixa tinha
12 bombons.
Se Dora comeu alguns
bombons da sua caixa,
e se Diana comeu o
equivalente ao número
de bombons que sobraram
na caixa de Dora,
quantos bombons sobraram,
no total,
nas duas caixas?

terça-feira, 10 de setembro de 2019

Daniel pede donativos para levar para a Guatemala

Daniel Torres

Olá amigos! 😀

Nos próximos meses de outubro e novembro, estarei voluntário numa clínica sem fins lucrativos na Guatemala, que cuida de centenas de pacientes todos os meses, sendo maioritariamente crianças e mulheres grávidas.

A organização chama-se Health & Help e é uma organização humanitária dedicada a melhorar a qualidade de vida e os cuidados médicos daqueles que mais necessitam, neste caso, da comunidade perto de Momostenango.


Como podem imaginar, a maior parte da população não tem condições financeiras para pagar os gastos nos produtos/medicamentos utilizados, pelo que por isso é muito importante as vossas doações, para se poder continuar a ajudá-los.

Estamos à procura de:

---- Medicamentos ----
Paracetamol 500 mg;
Omeprazol 20 mg;
Ibuprofeno 200-800 mg.

---- Material médico ----
Tiras de teste e Lancetas para medidor de glicémia (Accu-chek active/one-touch ultra);
Medidores de tensão arterial;
Seringas de 1,2,3,5,10 ml;
Otoscópios;
Cateteres venosos (tamanho 14,16,18,20);
Sistemas de soros;
Luvas não esterilizadas (tamanho S ou M);
Termômetros;
Testes de urina (Combur);
Testes de gravidez;
Preservativos.

Eu estarei em Portugal até ao dia 20 de setembro. Receberei com muita alegria os vossos donativos. É só me contatar, por favor!

Muito obrigado pela ajuda!  🙏

Se quiserem saber mais sobre a Organização:

Título e Texto: Daniel Torres, Facebook, 10-9-2019

Daniel Torres, São Tomé, setembro de 2018

Relacionado:

Eles não se cansam de passar vergonha

FratresInUnum.com

Não bastasse a cafonice do discurso semi-hippie paz e amor, considerando-se o suprassumo da modernidade enquanto estão presos eternamente nos anos 70, os nossos bispos não se cansam de passar vergonha.


A CNBB lançou uma série de vídeos para mobilizar os fiéis e mostrar a força de seu neo papismo — eles, que até há poucos anos eram a vanguarda da resistência ao centralismo romano. Todavia, para o que deveria causar embaraço geral, a campanha de apoio artificial foi destruída por uma reação espontânea, sem nenhuma articulação central, que reflete o bom senso que, apesar dos pastores, ainda resta entre os fiéis católicos.

As mais de mil negativações ao vídeo de Dom Jaime Spengler deveria ser uma boa dose de “semancol” na empedernida CNBB. Entretanto, a idolatria bergogliana não lhes permite ver um palmo sequer diante da face.

Do alto de seu clericalismo, acham que os fiéis são completos idiotas a ponto de darem um apoio prévio, como que assinando um cheque em branco, a uma hierarquia que quer utilizar-se de um sínodo para impor suas preferências ideológicas alheias à Fé.
Acordem pra vida, senhores!
Título, Imagem e Texto: FratresInUnum.com, 10-9-2019

[Versos de través] Quando outubro chegar...

Valdemar Habitzreuter


Pois é, velhinhos e velhinhas do Aerus,
De repente ficamos sem chão, sem céu.
Nossas forças já não são as mesmas;
Num golpe esmagam-nos como lesmas.

Que fado amargo é esse que se impõe,
No horizonte de nossas vidas que se vão?
É aviltante passarmos por cobaias
Por poderosos com suas maracutaias.

Em nossos rostos enrugados havia alegria,
E agora se estampa tristonha a melancolia,
Nossos corações foram rasgados por flechas;
Que a esperança nos ampare e as feridas feche!

Forças ocultas há anos nos perseguem,
Querem destruir nossas vidas que seguem,
Não se cansam em seu macabro planejar.

Onde estás, oh juízo justo e célebre?
Dê-nos tua guarida e sentença célere
Para nosso alívio quando outubro chegar.

Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 10-9-2019

Anteriores: