sábado, 1 de abril de 2017

Comer em Lisboa


4 comentários:

  1. Um colega nosso, passou o mês passado com a esposa em viajando por todo o Portugal. Todos os dias colocava fotos no face book mostrando os pratos
    " maravilhosos ", a educação, a limpeza e a gentileza dos portugueses para com os turistas.
    De volta, esta semana postou no mesmo face book que tinha adorado a viagem , que amava os portugueses, mas que eles eram muito engraçados.
    Talvez ele queira dizer que os portugueses são palhaços, porque engraçados são os palhaços.
    São as brincadeiras dos brazucas, que não olham para o próprio rabo sujo e falam bobagens quando deveriam ficar calados e agradecer a maneira como foi recebido, porque aqui na terra dele, infelizmente não se pode dizer o mesmo.
    José Manuel

    ResponderExcluir
  2. Grande cidade , capital de um pequeno país porém grandioso nos descobrimentos e na culinária ! Cortamos a terrinha de norte a sul , no último novembro ... foi maravilhoso! Come-se bem bem em qualquer cidade portuguesa , mais ainda em Lisboa . "Portugal , Wonderfull land" !
    Quem visita uma vez , volta sempre !

    Abraços.

    Sidnei Oliveira

    ResponderExcluir
  3. CONTRA PONTO, apenas outra visão.
    O que torna a mesma língua diferente de região para região, ou de país para país?
    Óbvio, que são suas fronteiras ou contatos com outros povos.
    Falando de Brasil, os sulinos tem em suas características muitas do espanhol assim como os portugueses do norte tem muito do galego.
    O você do carioca vem de vosmecê, o tu do gaúcho interiorano e fronteiriço vem do espanhol.
    O chiado carioca é corruptela das pronúncias portuguesas, que alargam a pronúncia dos esses, por exemplo LISBOA.
    ESSA DIFERENÇAS SÃO CHAMADAS DE MANEIRISMO.
    Fundamentalmente o INGLÊS americano e da Inglaterra são iguais, assim como o PORTUGUÊS do Brasil e de Portugal também são.
    A diferença entre elas é cômica ou engraçada para ambos os lados.
    Ingleses e portugueses FECHAM AS VOGAIS.
    Americanos e brasileiros ABREM AS VOGAIS.
    Há diferenças cômicas como por exemplo quando você pede algo no Brasil, e o brasileiro responde " POIS NÃO ", em Portugal muito mais corretamente se diria " POIS SIM".
    Alguns notáveis brasileiros dizem que quando usamos "pois não" estão sincopadas as palavras com certeza.
    Para mim bastava dizer-se com certeza.
    O diminutivo de papel, em Portugal é papelinho "pâpêlinho" no Brasil papelzinho.
    Os dois estão corretos.
    A pronúncia de papelinho no Brasil seria "pápélinho".
    O certo é que diminutivos denotam emoções.
    Aquele ator fez um papelzinho.
    Esse papelinho não dá para um bilhete.
    Encerrando somos cômicos para os portugueses e alguns acham que os portugueses são.
    PS: o americano fala ápple o inglês Âpple.
    fui...

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-