domingo, 29 de outubro de 2017

A sutileza escrota da subserviência da imprensa

Eu sei que o generoso leitor desta revista é cosmopolita (no sentido de conhecedor de outras realidades nacionais), poliglota, livre e independente!

O nosso leitor tem conhecimento dos últimos incêndios (trágicos) que aconteceram em Portugal.

Há pouco, o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, do Partido Socialista, deu uma entrevista a um canal de televisão. (Canal subserviente ao socialismo, diferente de subserviente ao Poder). Eu não vi a entrevista, nem verei.

Gente, olha só o cenário escolhido!

5 comentários:

  1. Não, não é ridículo, é DOENTE!

    E me lembrei do meu comentário na última coluna "Para que servem as borboletas".

    A Cidania (o Povo, de verdade) se revoltando contra a 'Burguesia Opressora e Asfixiante'.

    ResponderExcluir
  2. O leitor tem de ter o máximo cuidado do perigo das “entrelinhas” da mídia, saber das reais intenções...
    Habitz

    ResponderExcluir
  3. Digam-me que isto “jamé” aconteceu!!!!
    A sério que António Costa foi entrevistado num decor destes?
    Não, isto só pode ser uma montagem das redes sociais.
    Helena Matos

    ResponderExcluir
  4. Obviamente, trata-se de Photoshop: depois do que aconteceu, só se o sr. Costa fosse um psicopata é que daria uma entrevista em semelhante cenário.

    ResponderExcluir
  5. O afã
    Ontem, a TVi fez uma «grande reportagem» para descobrir que a culpa dos 100 mortos nos incêndios florestais é do negócio de «privados» acerca dos Canadairs, e outras aeronaves a que eles chaman meios áereos, ou metades aéreas ou lá o que é, e que tudo remonta a quando «estava em pleno governo de Passos Coelho».

    Hoje o DN descobre, num título, que um «Pirocumulonimbo» foi «o fenómeno que pode estar na origem dos fogos de 15 de outubro», para, logo na mesma notícia, dizer de passagem que o pirocumulonimbo -- que o jornalista acha uma palavra difícil -- é um fenómeno provocado pelo fogo.

    Saem duas confirmações de avença e dois cartões de partido para as mesinhas do fundo.
    José Mendonça da Cruz

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-