sábado, 16 de setembro de 2017

Os Socialistas Capitalistas e Milionários

Cristina Miranda

Não há ideologia mais hipócrita que o socialismo. Sustentado pela teoria da defesa dos oprimidos pelo grande capital, a verdade é que mais não fez do que grandes milionários que viveram às custas desta narrativa falaciosa e interesseira cujo o objetivo foi, e é ainda, alimentar o poder das elites (e respectivos familiares) e suas clientelas. A História Universal, não mente e é implacável quando nos relata os factos: além de criar milionários, o socialismo matou milhões de seres humanos por questões religiosas, orientações sexuais, raças, etnias ou simplesmente por lhes fazerem oposição e ainda deixou os povos na pobreza. 

Da corrente original do socialismo científico de Karl Marx, já por si mortífera e violenta, nasceu o Nazismo de Hitler, um nacionalista socialista alemão e o Fascismo de Mussolini, outro nacionalista socialista na Itália. Se o “pai Marx” já era um burguês parasitário que vivia às custas da esposa burguesa (veja aqui), Hitler (aqui) e Mussolini  (aqui) tornar-se-iam milionários depois da conquista do poder. Quem não conhece os discursos nacionalistas carregados de ódio contra o capital apelando à união nacional do proletariado destes senhores com vista à igualdade social? Pois é. Faz falta contar o que eles realmente fizeram ao seu pobre povo? Ainda no passado, Stalin o carniceiro mor da ex-URSS também não ficou atrás no top da lista dos milionários (veja aqui). Ainda com dúvidas? Acha que isto só pertence ao passado? Então vamos ao presente.

A prova de que esta ideologia continua a enganar quem nela acredita é a quantidade de capitalistas milionários que ainda faz nos dias de hoje: Chávez morreu milionário (aqui); Fidel Castro morreu milionário (aqui); Mário Soares morreu milionário (aqui)Todos viveram como capitalistas no maior desafogo inimaginável. Terminou aqui? Não. Hoje Maduro segue os mesmos ensinamentos enquanto o povo venezuelano morre de fome. José Eduardo dos Santos, outro bom aluno do socialismo, também vive como um lorde capitalista com o povo angolano a morrer… de fome. Kim Jong o maluco da Coreia do Norte, gordinho e bem alimentado, segue pela mesma cartilha. E a fortuna do 1º ministro chinês (veja aqui)? Ainda tem dúvidas? Então vamos a mais casos.

Em Portugal a esquerda enche a boca para falar dos pobres que tanto os preocupa. Atacam os capitalistas ferozmente a quem atribuem as culpas das desigualdades sociais. Porém, estranhamente vivem todos na fartura em terras capitalistas de economia de mercado e não pensam abandoná-la. Não é bizarro? Nuno Santos anda de… Maseratti; Odete Santos é milionária acumuladora de dinheiro; Louçã vive numa casa luxuosa com recheio valiosíssimo; o Medina compra duplexes de luxo; o Sócrates viveu como um rei na França; Armando Vara também; Costa não dispensou os luxos de um duplex; Marisa é contra o euro e a EU, mas não recusou o lugar milionário de eurodeputada (????).  Mas afinal o que vem a ser isto?

A resposta é tão simples: apesar de defenderem um Estado forte que centraliza em si os principais sectores da economia para distribuir depois a riqueza de acordo com as necessidades de cada um, para assim criar uma sociedade igualitária, a verdade é que esta ideologia é apenas para ser aplicada ao povo. NÃO SE APLICA A ELES. Porque assim, retirando a possibilidade de cada um, de forma individual, ser economicamente forte, CONTROLAM e DOMINAM seu eleitorado de forma a NUNCA perderem o poder. Esta é a VERDADEIRA ideologia escondida por trás da narrativa de defesa dos pobrezinhos. 

O socialismo provou ser tão bom que onde foi implementado à força (sim, foi sempre à força), não vingou, faliu literalmente e todos seus povos tentaram sua libertação. Soviético para impedir a grande migração dos berlinenses, as pessoas arriscavam a vida para o saltar. Na Coreia do Norte onde se come insetos e ervas daninhas para sobreviver, onde se é executado por fazer uma chamada estrangeira, onde não há net e se vai preso por ver filmes estrangeiros, onde é ilegal vender bens, onde se morre de frio porque a eletricidade é desligada à noite,  onde as pessoas não são livres de dizer ou pensarem o que querem, Yeomni Park ativistacoreana, desafiou a vida aos 15 anos para não morrer. Na Venezuela, HOJE, milhares de pessoas desafiam a própria vida para sobreviver ou fugir. Faz falta mais exemplos ou podemos ficar por aqui?

Defender o socialismo com discursos pomposos e ocos para incautos, em terras capitalistas rodeado de todo o conforto que ele proporciona, não custa nada. Só revela a falta de vergonha na cara que esta malta da política tem e falta de respeito total pela nossa inteligência ao tratar-nos como ignorantes. Mostra também uma hipocrisia sem igual à qual o povo tem de reagir. Exigir. Nem mesmo Cunhal resistia ao capitalismo ao levar Coca-Cola aos netos, dar passeios pelos shoppings, ver filmes americanos entra tantas outras coisas. Afinal em que ficamos?

Porque ser rico, defensor do capitalismo e da liberdade individual é perfeitamente normal e aceitável. Faz parte da sua crença. É o RESULTADO da aplicação prática da sua ideologia.
Mas ser socialista capitalista e milionário, NÃO! 
Título e Texto: Cristina Miranda, Blasfémias, 15-9-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-